terça-feira, 30 de abril de 2013

Unicum


                                                
Depois de fazer umas "limpezas" descobri que tinha uma garrafa de Unicum em casa. Deixada numa festa de fim de ano, acabou perdida no fundo de um armário. Eu, não aprecio o liquido, nem tão pouco o cheiro, por isso, o melhor destino seria o vidrão. Despejei o conteúdo e... zás...fez-se luz! Tenho andado à procura da jarra perfeita para colocar uma flor solitária. Eis que a encontrei e a custo zero. Assim, fiquei com uma jarra unicum (ah ah, perceberam o trocadilho?).

16 comentários:

  1. Habituadas a estarem sozinhas... será que se vão entender?
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem? A flor e a jarra?
      Hum...pois, não sei.

      Eliminar
  2. Nada como um bocadinho de imaginação e arranjam-se soluções bem giras com muito pouco dinheiro (ou nenhum, neste caso).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso nenhum porque a garrafa apareceu cá em casa :)

      Eliminar
  3. Isso é que é imaginação! E ficou muita goro. E unicum...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah ah isso mesmo.
      É um trocadilho giro, não é?

      Eliminar
  4. Ficou perfeito!
    Um beijo** e feliz feriado (vamos lá gozar este enquanto não nos tiram)

    ResponderEliminar
  5. Também gosto de aproveitar garrafas de bebidas, há umas lindas. Esta ficou perfeita como jarra de flor solitária. Algumas também servem como jarra de água.

    Bom feriado, beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficou catita não ficou?
      E ainda para mais deu para reciclar.

      Eliminar
  6. Grande ideia!!! Nem conhecia essa bebida. Ficou altamente Marta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A bebida não vale nada mas a garrafa é gira.

      Eliminar
  7. Anónimo3.5.13

    Unicum...lol....
    chillita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chilita? Foste despromovida?

      Eliminar
  8. kkk! Gostei do trocadilho, aliás!
    Voltei ao mundo blogger há dois dias! Estive ocupado por um tempo, mas agora... Tudo normal de volta! Já sentia falta da blogosfera, Marta!
    Até mais!

    ResponderEliminar

Talk to me ;)