quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Termas Gellert

Köszönöm...que é como quem diz obrigado em Húngaro.

Estou de volta, completamente recuperada de todas as maleitas que tinha no corpo. Mas vamos ao que interessa...falar sobre a viagem que fiz à bela cidade de Budapeste. O melhor é ir repartindo por post´s até porque não tenho muito tempo para escrever e assim a leitura também se torna mais leve.


Ora bem, vamos começar por onde?
A cidade é belíssima e existem locais que não podem perder. Vou começar por um dos locais que mais gostei, as termas Gellert. Como fiquei em Peste, atravessei a pé a Ponte da Correntes e segui para o lado oposto do rio, Buda. Este maravilhoso spa é milagroso. As águas termais são ricas em cálcio e o ambiente é simplesmente fascinante. Tentei aproveitar ao máximo e usufruir de tudo o que o valor do bilhete me oferecia, adianto que o preço é bastante em conta.

O complexo é enorme e existem várias piscinas com temperaturas diferentes. Mergulhei em piscinas com 36º ao ar livre onde se via apenas o ligeiro nevoeiro causado pela diferença térmica (cá fora estavam 14º), banhei-me numa outra de 26º onde se via menos gente (porque será?), fiz sauna e banho turco e de seguida enfiei-me numa "tina" de água a 18º...até gani, mas acreditem que exorcizei tudo o que havia em mim de negro muah ah ah (gargalhada de bruxa).

Sugiro que tentem guardar uma tarde só para as termas, vale bem a pena. Levem uma toalha, pois é possível alugar mas não são grande coisa. Nestas termas existem vários espaços mistos, mas no caso da sauna, do banho turco e das massagem existe separação de sexos, por isso para os casalinhos é um para cada lado. Eu adorei e recomendo. Ir a Budapeste e não ir às termas é o mesmo que ir ao Egipto e não visitar as pirâmides.

(continua)

Nota: As fotos não são de minha autoria, foram retiradas da net. Mais tarde irei actualizar o Flickr com as fotos que tirei na viagem.


16 comentários:

  1. Já vi que vens bem animada. :)
    Fazes bem em partilhar esta tua aventura por vários posts.
    **

    ResponderEliminar
  2. Pergunto-me se com o desastre ecólogico que houve as termas não acabem por vir a ficar afectadas.

    ResponderEliminar
  3. Deve ser delicioso... as termas ;)

    Obrigada pela partilha, amo conhecer lugares.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. O quê, é um relato que continua? Ai meu Deus, se eu com este já fiquei curiosa por conhecer Budapeste, o que fará quando ler os próximos capítulos, lol!
    Beijinhos,Sofia

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. A insustentável leveza do viajar. :)

    ResponderEliminar
  7. Olá Marta, Bem-vinda.

    Ainda bem que gostaste, Budapeste é mesmo outra coisa. Acabei por não ter ido às termas pois avisaram que aquilo lá era só gays, e mesmo sem ter nada contra eles eu e o pessoal q estava comigo decidimos ir para outros lugares, e o tempo nem chegou para tudo.

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Ora seja bem-vinda que gosto muito de a ver por cá. Nota-se na escrita que vens com a cabeça mais purificada. ;)

    ResponderEliminar
  10. Adoraria ver as fotos. Deve ser um sitio lindo!

    ResponderEliminar
  11. L.O.L
    Venho super animada e com novas perspectivas. Acho que o ano até me vai correr melhor ;)
    *
    L'Enfant Terrible,
    Pois não sei...mas será uma pena.
    *
    Carolina,
    Acredita, é algo maravilhoso.
    Amanhã vou postar mais um bocadinho.
    *
    Sofia,
    Sim há mais...amanhã já deixo aqui mais qualquer coisa ;)
    *
    jrd,
    E a leveza no voltar...
    *
    Martini Bianco,
    Adorei, mas já agora deixa-me dizer que isso de as termas estarem apinhadas de gays é treta. Velhos tens lá muitos, mas afinal estás numas termas, de resto...há muita malta nova e o ambiente é bastante agradável.
    *
    Patife,
    Ora muito obrigado e sim estou revitalizada de corpo e mente ;)
    *
    Guida,
    Este fim de semana já actualizo as fotos na minha página do Flickr, depois espreitas.

    ResponderEliminar
  12. eu sei que inveja é uma coisa feia mas olha que é quase isso que sinto :-)
    mas se a sauna e o turco não são mistos já não vou, é uma coisa que eu tenho que experimentar é ir a um banho turco ou sauna mistos, deve ser muito quente

    ResponderEliminar
  13. Separado de Fresco,
    Eu entendo o que queres dizer com inveja ;) e quantos aos "mistos" bom...devo confessar que era bem melhor ver gajos em pelota do que as velhotas que andavam por lá.
    LOL

    ResponderEliminar
  14. Já me estás a deixar com saudades daquela água quentinha... uma maravilha!

    Deixei as termas para o fim da minha viagem pela Europa e foi muito bom para recuperar energias antes de regressar ao trabalho ;)

    As do exterior ainda estavam abertas nesta altura do ano?

    ResponderEliminar
  15. Não sei se estão abertas o ano inteiro, provavelmente se estiver a nevar não, mas estive lá em Outubro e as do exterior estavam disponíveis :)

    ResponderEliminar
  16. Obrigada pela partilha Marta, e pelas sugestões também.
    Ainda bem que soubeste aproveitar.

    ResponderEliminar

Talk to me ;)