quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Na minha mesa-de-cabeceira


É ai que se encontra, do lado direito da cama, sobre a mesa-de-cabeceira, e mesmo quando não tenho tempo para o ler olho para ele e lembro-me do teu gesto.

"Anyone who falls in love is searching for the missing pieces of themselves. So anyone who’s in love gets sad when they think of their lover. It’s like stepping back inside a room you have fond memories of, one you haven’t seen in a long time."

13 comentários:

  1. Gostei do excerto :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Grande escritor! Boas leituras...
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Um dos melhores livros que já li...

    ResponderEliminar
  4. Voltei de férias, li o teu post e gostei, demonstras bom gosto... e sentimentos muito fortes, beijos.

    ResponderEliminar
  5. Envia-me um email...please :-)
    Quero contactar contigo...ui,ui!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15.9.08

    Pertinho da tua cama, belo lugar para se estar :)

    ResponderEliminar
  7. Também gostei Peregrina, gostei pelo que está escrito e por sentir isso mesmo em mim.
    Bjs

    *****

    Obrigado Bhixma e...welcome back!
    Beijos

    *****

    Nuno, obrigado pela visita e pela dica. Será certamente uma viagem fantástica.

    *****

    Nelson, welcome back!!! Que tal essas férias?
    Hum...sabes que gosto de partilhar os meus gostos, se bem que este livro foi um presente de alguém muito especial. Um bom amigo!
    Beijos

    *****

    Pedro, tu ganha mas é juízo :)
    Já lá esta!
    Beijos

    *****

    A, tu és outro que tem de ganhar juízo (lol).
    Deixa lá estar o meu ninho em paz.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Olä Martita,

    Este sera o meu proximo livro, depois podemos partilhar...
    Besitos

    ResponderEliminar
  9. Nem sempre é assim o acto de se apaixonar com continuidade. Por vezes é como um assalto, a invasão abrupta do ser que se encontra como uma casa desarrumada e quase vazia, de paredes por pintar, que não espera visitas.
    ...Embora reconheça também essa nostalgia imensa do momento exactamente anterior ao Agora.

    ResponderEliminar
  10. Sim Ladybird, já vi que também andas "às voltas" com o mesmo escritor :)

    *****

    Lamia, é profundo o que escreves...e sim, é verdade que a casa se encontrada desarrumada, aliás de pernas para o ar, mas eu não desisto de encontrar ordem!

    ResponderEliminar
  11. Pensei que era a nossa foto, uma das que tiramos no sabado, bem juntinhos, que estaria por esta altura na tua mesa de cabeceira!!!

    Estamos sempre a aprender...e a levar banhos de água fria.

    ResponderEliminar
  12. Um deja vú... pela ideia que transmite. Bela metáfora.
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Oxi,
    Bem-vinda e obrigado.
    *****

    Guardador,
    Eu abro a assas e sinto-me voar…
    O resultado é o sorriso que trago comigo!
    Bjs

    ResponderEliminar

Talk to me ;)