domingo, 6 de abril de 2008

Milk...


Já de manhã, a caminho de casa, o telemóvel anunciou discretamente uma mensagem.
O meu coração disparou.
Sabia quem era por isso mesmo não quis ler logo.
Fiquei a gozar o momento de adrenalina que me provocara.
Aproveitei um sinal vermelho para ler com atenção e pausadamente:

“Falei tanto contigo que te trouxe comigo.
In my head, In my heart (a ouvir Milk).”


O meu coração disparou novamente mas agora com tal intensidade que perecia que me ia saltar do peito. Mergulhei por momentos em flashbacks de momentos entre nós…e só acordei com uma buzina que me lembrou que ainda estava na estrada.

Adormeci com um gosto doce e com a certeza que também eu o tenho…
In my head, in my heart!

6 comentários:

  1. Quase que flutuamos quando trazemos alguém na nossa cabeça e no nosso coração e todo o nosso corpo estremece de ansiedade... quem nunca se sentiu assim, não teve oportunidade de amar apaixonadamente.

    Espero que permaneças sempre "in love" :p

    Beijinhos "ronronantes"

    ResponderEliminar
  2. Também tu andas a receber mensagens dessas? Eh eh eh.
    Coincidencias!
    Disfruta, enjoy it, vive...
    Beijo e bom domingo (de preferencia, cheio de borboletas).

    ResponderEliminar
  3. Lilicat,
    Obrigado pela visita e pelo comentário ronronante.
    Não falo propriamente em amor, nem mesmo paixão.
    Falo de uma cumplicidade única. De um estado de graça.
    Afinal este é o estágio de tudo o resto…

    *****

    Sim R, recebi e desfrutei como pude.
    Fico feliz por te ter de volta no meu canto, já te tinha dito?
    Se não digo agora! Não desapareças!!!!
    Beijos grandes

    *****

    Obrigado Aluada!

    ResponderEliminar
  4. São esses momentos que nos fazem sentir e desejar a vida.
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Então não?
    E logo eu que tenho uma sede enorme de viver!

    Beijos

    ResponderEliminar

Talk to me ;)