sexta-feira, 13 de outubro de 2006

A vontade...


É incrível como ainda me espanto.
Estou rodeada de pessoas fúteis e completamente ocas. Pessoas sem o mínimo bom senso, que andam aqui por andar. É difícil partilhar com estas pessoas oito horas diárias da minha vida. Ouvir as suas piadas sem sentido, as suas teorias falhadas. Seres que só valorizam o material e o mais trivial.
Corrói-me a alma estar aqui sentada, inerte, sem poder fazer nada… ficando apenas embriagada com tanta estupidez.
Posso parecer radical mas de facto não consigo controlar este sentimento.
Revolta-me.
Destas cabeças só saem ideias sem pés nem cabeça, não sabem argumentar, expor ideias interessantes. Posso inclusive chama-las de incultas, por mais estudos que tenham. A estas pessoas de nada serviu o canudo. Andaram na faculdade, rodando pelos corredores porque era mais uma fase da vida, na qual se sentiam obrigadas a passar. Não cresceram, não têm experiência, não se interessam por aprender. O que fazem constantemente é gozar, maquinar, conspirar, são apenas mentes perversas. Por isso mesmo agora não conseguem ter ideias próprias.
Concluo que as palas não foram feitas apenas para os burros.

Ontem comecei a louca corrida do Futuro.
Acordei com vontade de chegar, lutar e vencer! Sei que posso ir mais longe e nada me demove desta ideia. Tive uma manhã esclarecedora, onde fiquei a conhecer os caminhos que vou percorrer durante a etapa do “chegar”. Estive em locais nunca visitados. Os blocos da sabedoria, as salas do engenho, os cantos com o cheiro das paginas por tantos percorridas.
O som da guitarra ao pequeno almoço…a juventude.
A vontade, é tanta a vontade.

3 comentários:

  1. Que a vontade te acompanhe durante toda a louca corrida do futuro. O "chegar" está ao alcançe de um estender de braço.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo teu comentário.
    Estas frases são para mim um bálsamo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  3. A futilidade existe e encontra-se onde menos se espera e deseja... mas temos que encontrar os motivos para perante ela reagir.... Ha outros, grandes, que esperam por nós... e estão tb perto... pouco, às vezes, quase sempre, mas bom tempo... :)

    Beijos! *

    ResponderEliminar

Talk to me ;)