domingo, 24 de setembro de 2006

Outono …


Os cheiros do campo já confirmam a chegado do Outono.
Os campos perdem os tons quentes e o verde rompe o chão às primeiras chuvas.
Os frutos que sobraram nas árvores estão agora caídos e são absorvidos pela terra faminta.
As nuvens tornam o céu num manto de algodão e o vento trás o cheiro da terra molhada. Adoro o cheiro das primeiras chuvas.
Já sabe bem calçar umas meias, vestir um casaco…e a noite já convida a dormir abraçada a um edredão quente, que torna a cama um local de conforto onde depositamos os nossos sonhos.
Entre as casas da aldeia, sente-se o cheiro das lareiras. Chegou a altura em que todos transportam, de uma forma mecânica, a lenha para os seus lares. O Inverno parece chegar com algum rigor e todos o querem receber com o maior conforto.
Adoro o cheiro de lenha queimada, o som dos toros a estalar ao calor, a luz que emana a salamandra…

Foi-se o verão…os beijos salgados, o toque da pele morena…mais uma vez ficam as lembranças num quadro pintado a aguarela, apenas em tons quentes.

Chegou o sopro húmido do Outono…tudo se renova…

5 comentários:

  1. Ahhhhh, o cheiro da lenha queimada!!! E eu que não tenho lareira. Mas quando vou visitar os avós à santa terrinha, desforro-me!

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Esqueci-me de perguntar uma coisa: na secção onde tens o relógio...o "TIC...TAC..." tem alguma coisa a ver com a Floribella?

    LOLOLOL

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Ai a lareira, a lareira, que saudades! O pior, é que para ter a lareira tb tenho que ir á santa terrinha!Que é longe para burro:)

    ResponderEliminar
  4. Não Ricardo...nada tem a ver com a dita, nem tinha pensado nisso...acho que vou mudar lol.
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. É a altura de trocar os beijos salgados pelos beijos com sabor a chocolate quente :)

    ResponderEliminar

Talk to me ;)