terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Querido, levas tu a malinha?

E é isto...uma pessoa saí do trabalho e encontra na rua um casal de namorados, em que ele leva a malinha da menina. Não resisti em fotografar o momento.
Nunca compreendi esta mania de os namorados andarem com as malas das suas respectivas namoradas. Afinal, se as malas são delas, porque raio é que têm de ser eles a carregar com elas? Eu nunca deixei que o meu namorado/marido andasse com a minha mala, em circunstância alguma, mesmo quando pesadas. Uma coisa é dizer: Olha agarra aqui um bocadinho enquanto aperto os atacadores! Agora, pedir ao patego que ande a carregar a mala enquanto ela se passeia, leve e contente...por favor! E não me venham com a tanga do romantismo...porque não é nada romântico ver um tipo a passear de malinha na mão.

19 comentários:

  1. Geralmente sou de acordo. Mas acontece que, a minha carteira, aos fds, anda super carregada com as minhas coisas, as dele e as da baby. Há alturas em que ao fim de uma ou duas horas, tem que ser ele a levar porque já não aguento as dores dos ombros... (mas a minha carteira e gigante e com alguns kg lá dentro...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas vê bem o tamanho da mala da rapariga.
      Não me parece que o problema fosse o peso :)

      Eliminar
  2. Vejo tanto isso lol às vezes no gozo daqui aqui ao Mister "leva a mala", ele manda-me passear e diz logo "não trouxesses". Já não se faz homens como antigamente :( ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois o teu homem tem toda a razão.
      Quem manda andar de mala :)

      Eliminar
    2. Humm... estás a presumir que a mala é dela.
      Pode ser esse o erro!

      Eliminar
  3. Olha... quem sabe se não será algum fetiche :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem capaz? Na volta o tipo sempre sonhou andar de mala e não tinha coragem, logo arranjou primeiro uma namorada e zás, problema resolvido.

      Eliminar
  4. Quando tenho de pedir ao Maridão para segurar a minha, faço um esforço para ser rápido :)


    tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo! Nada de escravizar o teu maridão.

      Eliminar
  5. Às tantas a moça é gastadora compulsiva... ele só quer o bem dela.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah ah não tinha pensado nisso! Tu tens olho para a coisa.

      Eliminar
  6. Aiiiiiiiiii em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo!! É só o que me ocorre dizer!

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E dizes tu muito bem!
      Para mim, também não lembra o diabo :)

      Eliminar
  7. Não percebo também. O meu, perante tal pedido, iria olhar-me e provavelmente dizer algo que me fizesse tomar a iniciativa de não só carregar a mala como nunca mais fazer tal pedido idiota na vida. Bem, diga-se que também não chegaria sequer a fazer tal pedido...é que se fosse um saco pesadíssimo (já me aconteceu numa viagem ter a minha mala - que era mais uma mochila - com a máquina fotográfica reflex, os guias, e uma dada de tralha dele e minha e pedir durante alguns minutos ao A. de carregar porque me doía as costas) ok, mas uma malinha dessas...? Haja paciência... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais! Estamos de acordo.

      Eliminar
  8. Estás a brincar? É raro ver um rapaz a carregar as tretas femininas. Não que eles não se sujeitem a transportar uns sacos de compras e tal, porque querem sempre algo em troca, ceeeerrrto? Mas malas e isso, só alguns - os totalmente dominados e reeducados pelas esposas/namoradas. Os que para fazer seja o que for têm de lhes perguntar se podem.

    No outro lado da moeda vejo com alguma frequencia as mulheres carregadas de sacos, malas e principalmente os casais com crianças, em que a mulher transporta o saco do bebé, a sua mala e ainda o bebé e o tipo vai caminhando na boa ao lado dela... Ah, e a criança despe o casaco e a mãe é que o transporta.Já vi de tudo

    ResponderEliminar
  9. A minha teoria é que ela lhe pediu para segurar só por um bocadinho enquanto ela fazia outra coisa. E depois fez-se de "esquecida" para ir levezinha :)

    ResponderEliminar

Talk to me ;)