segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Vão para a escola, ou vão às compras?

Na sexta-feira passada terminei o meu dia no liceu da minha filha. Por voltas das 18h00 havia reunião de pais. Como não se pode entrar na escola antes do último toque, fiquei cá fora, a fazer tempo, até o funcionário da portaria nos fazer sinal para entrar. Esperei uns bons 20 minutos, não fosse esta mania de querer chegar sempre antes do tempo para fazer fase a um imprevisto. Enquanto esperava reparei num grupo de raparigas e rapazes, que não deviam ter mais do que 13/14 anos. O diálogo entre eles eram completamente surreal. Asneira para aqui, asneira para ali. Uma passa a meias num cigarro...com carinhas de anjo mas com o diabo no corpo. Tentei ler o livro que levava na mão, mas confesso que durante os tais 20 minutos não devo ter concluído uma página sequer.

Toca para a saída, finalmente. Começa a passagem de modelos. Era vê-las a sair da escola de mala de senhora. Podia contar pelos dedos o número de raparigas que saíram daquele portão com mochila às costas. Mala de senhora? Para levar o material escolar??? E os pais permitem?

Mais tarde comentei com a minha filha sobre o assunto e o que ela me disse é que a mochila está fora de moda, só os rapazes é que usam, as raparigas só gostam de usar mala de senhora. E querem saber como é que as meninas encafuam os livros e os cadernos dentro destas malas? Enrolados com elásticos.

A sério!? E os pais alinham nisto? Miúdas que frequentam o ensino básico...imagino quando estiverem no secundário.

A medir por isto eu sou efectivamente uma mãe bota de elástico, porque nunca iria permitir que a minha filha com 14 anos, fosse para a escola de malinha no braço. Isso é que era bom!

Ahhh...e para variar, na reunião de pais, estavam presentes 10 pessoas, para uma turma de 26...como sempre a maioria não aparece. Enfim...é o que temos. Depois não admira que a taxa de abandono escolar precoce seja elevadíssima comparando com o resto da Europa.

32 comentários:

  1. Concordo contigo, depois vão para o secret story, e os pais acham maravilhoso.
    A culpa é de quem? Dos pais , obviamente!
    Beijinho e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, essa é outra.
      Eu cá não deixo a minha filha ver esse tipo de programas, mas segundo a B. todas as colegas vêm e com consentimento dos pais. OMG!!!

      Eliminar
  2. A explicação para o facto encontraste na elevadíssima afluência à reunião... uma tristeza... enfim!
    Boa semana ;))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois...devem ser esses os pais extremosos que permitem que as suas filhas se vistam como se fossem para a night :(

      Eliminar
  3. Sério?!?!?!??!
    Mala de Senhora? Não fazia ideia... tão novinhas, a mochila é muito mais prática e ao contrário de no meu tempo, as mochilas agora até que são giras que se fartam... até dá vontade de voltar aqueles anos de novo.
    estas miúdas, como aconteceu com a maioria das mulheres, querem crescer a toda a força... quando daqui a uns anos elas se aperceberem... que afinal é tãooo bom ser adolescente, já é tarde ;)



    Sónia
    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querem crescer depressa e nem aproveitam a adolescência.
      Felizmente a minha é super infantil e eu não me importo nada. Tem tempo para crescer, por agora, pode muito bem ser menina da mamã.

      Eliminar
  4. Uma óptima observação Martinha. Eu assusto-me com o que vejo porque significa que eles estão a ficar cada vez mais precoces, mas de cabecinha é zero (nem todos obviamente. Há sempre excepções). Ou seja, nao há uma evolução proporcional e pensamos "porra, essa é a geração que vem!". É assustador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alexas, cada vez que vou até ao Liceu da minha filha até me arrepio com o que vejo por lá. É tipas super ordinárias, com roupas de arrepiar e que querem fazer tudo menos estudar. Acredita que assusta mesmo.

      Eliminar
  5. realmente é muito triste saber dessas coisas, eu cá também não estou a ver os meus filhos a aderirem a essas modas!
    Mas há coisas q eu não entendo, como é que os pais se desinteressam assim dos filhos? não entendo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca podemos culpar os jovens destas escolhas, quando os pais não educam, acompanham e demonstram interesse na vida dos filhos. Revolta-me saber que maior parte dos pais não parece para as reuniões durante o ano inteiro. Estamos a falar de 3 reuniões por ano, apenas 3. E não me venham dizer que não têm tempo...

      Eliminar
  6. Acabo de regressar de férias e constato, com muito agrado, que continuamos a ter perplexidades muito coincidentes. Ainda bem.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui, já não é novidade que as reuniões de pais têm este efeito em mim ;)

      Eliminar
  7. Eu vejo disso todos os dias!! Trabalho com essas adolescentes que querem ser adultas à força toda!!! Tal como a ti, também me faz muita confusão, mas o que havemos de fazer?!

    Relativamente a reuniões, no sábado também estive numa reunião de uma escola da qual faço parte da direção e fiquei perplexa quando, num universo de 47 alunos, apenas estavam 11 pais!!!
    E depois, são esses que faltam, que se acham na legitimidade de refilar com a organização das coisas! Faltam às reuniões e depois não sabem como funcionam as diferentes valências!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma vergonha, acredita!
      Todos os anos é a mesma coisa, a maioria dos pais não aparece para as reuniões e o pior é que são os filhos desses pais que interferem com o resto da turma, que têm más notas, que precisam de acompanhamento pedagógico. Não há milagres, se não há acompanhamento em casa é muito difícil que os jovens tenham auto-motivação.

      Eliminar
  8. Que belo início de aulas... o texto está fantástico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ena ena, isto vindo de ti é um excelente elogio :) obrigado!

      Eliminar
  9. Eu ainda não sou mãe, mas vivo assustada com estas realidades!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma tarefa fácil, o ser mãe, mas estes pais andam distraídos e quando derem por isso, já não vão conseguir fazer nada dos filhos.

      Eliminar
  10. Eu só comecei a usar malas de senhora quando fui para o secundário e mesmo assim nem sempre! Levava os cadernos e livros no braço ou numa pasta e lá ia eu. Mas cada vez mais as crianças querem crescer mais cedo. E as roupas e as maquilhagens que usam ainda com cara de bebés?! Pergunto-me onde andam os pais ...
    Já eu vejo tanta mochila gira, coisa que não existia no meu tempo, e dá vontade de regredir no tempo :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As mochilas são super giras! Bem mais giras do que as que haviam no meu tempo.

      Eliminar
  11. Muitos, muitos pais põe-se à parte das suas responsabilidades e do acompanhamento que devem dar aos filhos! Permitem tudo e mais alguma coisa e depois os resultados estão à vista. Quem diz as carteiras, diz os micro calções (miudas com corpo de mulher e cabeça de criança), as saídas nocturnas muitoooo precoces, a falta de educação e reconhecimento das hierarquias... Mas resta-nos a cada um nós ir fazendo bem o nosso papel (e esperar cada vez mais gente o faça).

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é chocante perceber que a maioria das colegas de turma da minha filha, têm piercings ou tatuagens, como é que os pais autorizam estas coisas a jovens de 14 anos???

      Eliminar
  12. Faz-me tanta confusão isso...Ando seriamente preocupada com a minha prima de 10 anos. Desde que o ano passado entro no ciclo mudou por completo. Vá lá que ainda usa mochila mas anda com uma atitude que não me agrada NADA! Tops com barriga à mostra, só pensa nas amigas, só tira selfies que publica no facebook que eu não sei como permitiram cria-lo...Em vez de se preocupar com a escola e os estudos só pensa nos amigos, na brincadeira e no David Carreira...já não sei se é uma fase daquela pela qual todas passamos ou se realmente as fases de hoje em dia estão perigosamente diferentes...Ai se eu fosse mãe dela...


    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É preciso ter pulso forte, mesmo que a minha filha fique chateada comigo, há coisas que não a deixo fazer. Um dia mais tarde, vai-me agradecer. Dar educação é isso mesmo, mostrar que nem tudo se pode fazer e que há idades para tudo.

      Eliminar
  13. Fiquei parva! Confesso que não sai do secundário assim há tantos anos e no meu tempo, só 12º e mal é que se levava aquelas bolsas/pasta, porque as capas já davam mais jeito e os livros eram poucos. Agora essa de enrolar os livros com elásticos, está demais. Andam os pais a pagar fortunas em livros para serem enroladas com elásticos!

    Beijinhoooos :)

    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No secundário é diferente, mas mesmo assim, estas raparigas deviam estar focadas no estudo e não na roupinha da moda.

      Eliminar
  14. No meu tempo não era assim... mesmo!!!

    ResponderEliminar
  15. Por cá a mesma coisa. Nas escolas particulares só se tem desfile de moda. E o estudo que é bom só para poucos que se dedicam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui é nas particulares e nas públicas.

      Eliminar
  16. Atualmente têm sempre imensos livros para transportar de um lado para o outro. Podem ter esse tipo de malas sim, mas para utilizar em dias em que não andem muito carregadas, senão até faz mal à coluna..

    Beijinhos,
    http://mrswonderlandby2.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Desde que li aqui este post comecei a prestar mais atenção às miúdas na rua...
    E não é que é mesmo verdade?? Realmente elas andam quase todas assim


    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar

Talk to me ;)