segunda-feira, 30 de junho de 2014

Cada tiro, cada melro


Ontem, passei a tarde no Hospital de Santarém e, segundo o diagnóstico médico, estou com uma gastroenterite. Estou assim desde sábado à tarde e embora hoje já não tenha dores, ainda estou com o estômago meio embrulhado e sem vontade nenhuma de comer (o que não é mau de todo). Estou quase sempre com náuseas e nem a água me sabe bem.
Posto isto, vou ali recuperar e já volto!


sexta-feira, 27 de junho de 2014

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Livrai-me do mal!

Ai que tentação...queria TANTO ter este bichinho...TANTO!
Mas vá, deixa-te de tretas e vai mas é trabalhar.

LG G3

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Pronta para outra

Ontem sentei-me na cadeira do terror, a cadeira do dentista. Basta o cheiro do consultório para me deixar aterrorizada. É certo que cada vez se sofre menos nesta especialidade, mas uma cirurgia é uma cirurgia, mesmo que pequena.
Pois bem, ontem fiz uma pequena cirurgia para a colocação de dois implantes, ou seja, implantes que vão substituir as raízes dos dois molares ausentes. Estes implantes são feitos em titânio e são inseridos no osso, tal e qual um parafuso. Esta operação é praticamente indolor, para os mais sensíveis, sente-se as picadas da anestesia e depois é apenas impressão, nunca dor. Eu até diria que é capaz de ser mais penoso desvitalizar um dente. Confesso que estava com receio. Não só da cirurgia em si, como da recuperação. Saí do consultório do dentista com um saco de gelo, para ir colocando na bochecha a fim de evitar o inchaço e com uma receita de drogas variadas, Antibiótico, anti-inflamatório e paracetamol. Ontem, não podia fazer grandes esforços, nem apanhar sol, por isso, depois de passar na farmácia para aviar a receita, fui direitinha para casa. A minha filha foi uma enfermeira exemplar e tomou conta de mim durante a tarde. Bastou algum repouso, para evitar sangramento, e muitas doses de gelo.
Nestes primeiros dois dias tenho estado a consumir líquidos, gelados e a papas, tudo o mais gelado possível, e a colocar o saco de gelo na face para amenizar o inchaço, mas a partir de amanhã, já começo a comer de tudo um pouco, se bem que de forma moderada pois só vou tirar os pontos na segunda-feira.

Para quem estiver interessado sobre o assunto pode ler aqui algumas FAQ´s interessantes sobre implatologia.

Agora vou ali comer um gelado (ou dois).

terça-feira, 24 de junho de 2014

Ai senhores!!!

Hoje, vou ser submetida a uma pequena cirurgia. A modos que estou bo-rra-di-ta de medo. Sim, é verdade, eu sou casca grossa mas...é só aparência, porque sou uma mariquinhas nestas coisas das operações. Será de anestesia local mas ainda assim, depois do acto médico, vou precisar de ficar em recobro por algumas horas. O que vale é que já tenho a garantia de que vou ter direito a muita droga, para não ter dores depois de passar o efeito da anestesia.

E agora, vou ver mais imagens na net, de cirurgias semelhantes, para aumentar o meu pico de adrenalina (not!).

Imagem retirada da net

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Sputnik meu amor


Está lida mais uma das "loucuras" de Murakami.

Uma história mirabolante que me fez companhia durante alguns dias. Numa das últimas páginas, li uma frase que me fez reflectir uma e outra vez. Acabei por sublinhar com um marcador e, depois de terminar o livro, voltei atrás e reli-a uma vez mais.

"Porque será que estamos condenados a ser assim tão solitários? Qual a razão para tudo isto? Há tanta, tanta gente neste mundo, todos à espera de qualquer coisa uns dos outros, e ,contudo, todos irremediavelmente afastados. Porquê?"

Next!
A jóia das sete estrelas - de Bram Stoker.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Ó bicho insatisfeito!


No local onde trabalho, há alguém que faz questão de consultar o boletim meteorológico todos os dias. Na semana passada disse: - Ai que horror! 30 e tal graus? Como é que é possível! Vamos morrer de calor.

Hoje, ao abrir o mesmo site do costume diz: - 18 graus? Mas está tudo doido? Por isso é que estou cheia de frio. Onde está o calor? Onde está o calor!!!

Vamos lá ver se nos entendemos! Chove e faz frio, é ouvi-la em pleno queixume, dizendo mal da vida ai o frio, ai a chuva, ai ai ai... O Sol chega e traz todo o seu esplendor e ela rebola no chão e diz que está a morrer, lentamente, com o inferno de calor que se faz sentir. Isto é assim O ANO INTEIRO!!!

Fonix! Não há c* que aguente...nem São Pedro!

Imagem retirada da net e manipulada por mim.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Quem as viu e quem as vê...


Tenho a sorte de trabalhar num local que tem refeitório à disposição dos trabalhadores. Com a crise que se sente, nada melhor para apaziguar a dor da carteira, já que os preços são bem mais em conta. As meninas do refeitório, penso que me é permitido apelida-las assim, estão sempre vestidas de com uma bata imaculadamente branca e uma touca na cabeça. Para mim, as meninas do refeitório são sempre as meninas de bata branca e touca na cabeça. Não as conheço de outra forma.

Um destes dias, apanhei algumas delas à entrada a fumar. Mal as reconheci, sem as suas virtuosas batas brancas. A maioria, de cabelos longos, e com um traje casual, pareciam meninas de escola em vez das meninas do refeitório. Algumas, até parecem mais jovens, muito mais jovens. É normal que tenha ficado de boca aberta alguns segundo, tal foi o espanto. Afinal, o hábito *não faz* o monge.

Imagens retiradas da net e manipuladas por mim.

terça-feira, 17 de junho de 2014

New look!


Surpreendido/a?
Nop...não estás enganado/a...sou eu, na minha pele de gato! Não é só um novo look, é um novo começo. O conteúdo é o mesmo, pois há coisas que não mudam. O nome, esse passa a ser mais discreto, menos óbvio, com o objectivo de despistar alguns "leitores" linguarudos que só se interessam pela desgraça alheia.

A fim de manter alguns de vós por perto, vou saltando por ai, de telhado em telhado, para vos avisar da minha nova imagem, porque há companheiros, nesta viagem, que não quero perder.

Aqui vou eu...

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Olhó manjerico


Imagem retirada da net e manipulada por mim

terça-feira, 10 de junho de 2014

Olhar cinematográfico |55|

Rush (2013) 7/10«
Gosto bastante de filmes baseados em histórias ou factos reais, mas nunca esperei gostar tanto deste filme. Não sou grande fã de desporto, muito menos de Formula 1, por isso, acreditei que este fosse um daqueles filmes que me levaria a adormecer a meio. Mas enganei-me. Gostei bastante do que vi. Rush, conta-nos a história da rivalidade entre Niki Lauda e James Hunt na competição de Fórmula 1, em 1976. Chris Hemseorth (para quem não vai lá pelo nome, o actor que faz de Thor), foi escolhido para fazer de Hunt e de todo o elenco é o que menos se assemelha ao original, os restantes foram escolhidos a dedo. Quanto a Chris, aqui, já me parece ter mais do que uma carinha bonita, começa a mostrar alguns dotes para além da beleza. Mas foi Daniel Brühl que me surpreendeu quando vestiu a pela de Lauda. Um bravo para este senhor, que embora seja para mim desconhecido, teve um excelente desempenho nesta película. Um filme que me deixou em tensão, desde o inicio ao fim. Aproveito para partilhar convosco um site onde se podem ler as comparações entre o real e a ficção, muito interessante para quem ficar apaixonado pela história, como foi o meu caso. Vejam aqui as comparações.


Uma bela história de amor em cenário de guerra. Gemma (Penélope Cruz) e Diego (Emile Hirsch), vivem uma paixão intensa e fazem planos para ter um filho, porém, a fertilidade dela revela-se fraca e a pressão do seu relógio biológico começa a criar instabilidade no casal. O filme começa pelo fim, quando, anos mais tarde, Gemma leva o filho de volta à sua terra natal, para ver uma exposição em memória às vítimas da guerra. Por lá, Pietro - o filho - descobre o passado dos pais e a sua verdadeira origem. 
Continuo a achar que gosto mais de ver a Penélope pela mão do Almodôvar, mas é apenas a minha opinião, vale o que vale. Quanto a Emile, é surpreendente o seu talento. Depois de ver este filme, vi-o também no In to the Wild e confirmei esta minha opinião.


É difícil falar sobre este filme sem ser spoiler.
Para mim, Tilda Swinton será sempre o anjo Gabriel do filme Cosntantine, por isso, foi difícil aceitar que vestisse a pele Eva, uma jornalista de viagens, que descobre que está grávida no auge da sua carreira. Embora não esteja completamente certa do impacto que isso terá na sua vida, Eva abandona todas as suas ambições e dedica-se exclusivamente à vida familiar. No entanto, Kevin, protagonizado por Ezra Miller, demonstra, desde muito cedo, ser uma criança com um transtorno de personalidade. Um sociopata. 
Excelente e ao mesmo tempo perturbante, é daqueles filmes que não nos deixam indiferentes. Embrulha-nos num clima de tensão, quase que desconfortável, desde o seu início. Leva-nos a questionar o laço da maternidade. A duvidar da possibilidade de ser possível moldar um ser humano segundo o nosso carácter. E no fim, a questão que nos surge é: De quem seria a culpa? 
Um bom filme, sem dúvida.


Mamã (2013) 6/10«
Um filme de terror, se bem que ligeiro, dirigido por Andrés Muschietti que conta com a produção de Guillerme del Toro. Foi o que bastou para me convencer a ver o filme. Gosto do género e se tiver o cunho de Guillerme melhor ainda, já que sou fã de algumas das suas obras, nomeadamente o Labirinto de Fauno. Confesso que a história não é de todo surpreendente, em algumas alturas até se torna algo previsível, porém, tem efectivamente a mão de Toro, é inegável, por isso, os efeitos especiais são assustadores, no bom sentido. Surpreendente foi ver que Jessica Chastain foi escolhida para uma das personagem principais, ou seja, a tia (por afinidade) das duas crianças órfãs que ficaram perdidas numa cabana, no meio do mato. Confesso que gostei de a ver neste papel. Já o Nikolaj Coster-Waldau, que tanto gosto de ver no GOT, passa muito despercebido, embora interprete dois personagens gémeos (o pai e o tio das meninas).
Assim, fica a sugestão para quem aprecia o género.

Enjoy!

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Gosta delas rijas!

Sabem o que é isto?
Nop, não é uma carinha triste, mas sim um estojo com lentes de contacto que foi deixado pelo Demo, em cima da mesa, na sexta-feira passada. Sim, aberto! Tal e qual como está na fotografia. Giro, giro era ver o Demo a tentar meter as lentes nos olhos assim, como estão! Rijas e secas. Muah ah ah!!! (gargalhada monstruosa e altamente maléfica).

A sério, há gente tão...cabeça no ar!

Fotografia tirada por mim

domingo, 8 de junho de 2014

14 ANOS

Faz hoje catorze anos que dei a este mundo uma parte de mim. Que nasceu o que de melhor há de mim. A memória já me falha, aqui e ali, neste ou naquele momento, mas recordo-me claramente do primeiro momento em os meus olhos fintaram os seus. Ela era minha e eu dela. Não há laço mais forte do que o da maternidade. Não há amor mais forte, nem mais verdadeiro. Para além da carga genética, partilhamos tudo o que a vida nos dá, o bom e o menos bom. Partilhamos o sentido de justiça, a amabilidade. Partilhamos o carácter. A força e a teimosia. Uma, mais teimosa que a outra. Partilhamos o sorriso, a gargalhada. A minha vida é uma outra vida, desde que fui mãe, em todos os sentidos. Nunca estarei só. No mundo, fica a minha pegada, o meu ser, que acredito, com todas as minhas virtudes e com nenhum dos meus defeitos. Terá os seus, certamente. Mas ainda assim, para mim, um ser perfeito que amo com toda a minha força, com todo o meu sentimento.

Parabéns B!

sexta-feira, 6 de junho de 2014

My look...

when my boss asked to work longer on a Friday...


quinta-feira, 5 de junho de 2014

Atenção...

...tenho algo muito importante para partilhar convosco.


É isto.
Hoje, não me apetece fazer rien!

quarta-feira, 4 de junho de 2014

GOT

Games of Thrones é de longe a minha série favorita.
Já vou na 4º temporada e acreditem quando vos digo que a monotonia é algo que não existe nesta história. Todos os desfechos são surpreendentes. Ontem mesmo, depois de ver o episódio desta semana, fiquei de tal forma surpreendida que levei um bom par de horas para conseguir adormecer. O último momento do episódio parecia estar em loop na minha cabeça. Mal posso esperar pelo próximo episódio!

terça-feira, 3 de junho de 2014

Só para adultos uma ova!

Descobri recentemente que a Olá tem na carta de 2014 um gelado novo só para adultos? - dizem eles-Mas que raio de ideia é esta?

Esta pérola está disponível em qualquer quiosque, qualquer supermercado, a quem o queira comprar, mesmo que não seja adulto. Duvido muito que alguém vá pedir o cartão de identificação quando um menor for comprar um gelado.

A minha filha ontem comentava comigo que na escola dela é a loucura total, todos querem o Solero Mojito porque têm álcool, porque é fixe beber um Mojito disfarçado de gelado. Ainda para mais quando é facilmente confundido com o Fizz Limão.

E não me venham dizer que deve ser a criança, ou o adolescente a ter o discernimento de saber escolher o gelado certo para a sua idade.
Chamem-me o que quiserem mas não concordo com gelados para adultos na carta de gelados para crianças. Ainda para mais quando são de venda indiscriminada. O que vem a seguir? Gelado com riscos de coca? - Só para adultos, claro!


domingo, 1 de junho de 2014

Do you want to play?


Ah ah...desafio aceite. 
Vamos a isto!