quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Elvive Fibralogy

Recordam-se de vos ter falado sobre os Embaixadores? Mudou de nome mas o conteúdo é o mesmo. youzz.net™ é uma comunidade portuguesa de fãs de marcas que nos dá a oportunidade única de testar e avaliar produtos do nosso interesse.

Desta vez, fui seleccionada para a campanha Elvive Fibralogy, uma gama para cabelos finos, e já estou a aguardar o meu kit que contêm:

» 1 carta de boas-vindas;
» 1 unidade de shampoo, amaciador e intensificador de densidadeElvive Fibralogy;
» 20 vales de desconto para partilhares a experiência com as tuas amigas, familiares e conhecidas;
» 1 guia global de campanha, com informações do produto, campanha, o que fazer e como espalhar a palavra (recomendações, sugestões e dicas de partilha de opinião).

E tu? Queres ser um youzzer™? Inscreve-te aqui e insere este código noi4c5gzvf
Não têm qualquer tipo de custos, só precisas aderir, experimentar e depois passar a palavra :)

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Chocante é...


...quando a tua filha de 13 anos te diz:

-Mãe, lembraste daquela miúda da minha turma do ano passado, que dizias sempre que não te perecia ser boa companhia? Tinhas razão, ela não tem juízo nenhum, está grávida! E o pior é que diz que não sabe quem é o pai.

WTF??? Mas estas miúdas andam a fazer o quê na escola? Fiquei parva! Não é que seja a primeira vez que oiça falar numa "criança" grávida mas quando isto acontece tão perto da minha filha abre-se um abismo a meus pés. Caraças pá! Garotas que ainda mal sabem ler e escrever e já andam enroladas aqui e ali com qualquer marmanjo que lhes aparece na frente. Fonix!

E eu não estou a tentar ser moralista só porque sou mãe, pois embora sempre tenha sido muito namoradeira nos meus tempos de escola/liceu, só me dei a estas andanças já com os meus 18 anos e com 37 anos de vida nunca engravidei sem querer. Uma miúda com 13 anos não pode compreender algo tão complexo com o uma relação entre dois corpos ao ponto mais íntimo, quanto mais gerar um ser humano dentro de si.

Vou ali cortar os pulsos e já venho...

Imagem retirada da net e manipulada por mim.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Baile Átha Cliath


Já tenho destino para as férias da Páscoa. O bilhete de avião foi o mais barato que se arranjou através de uma companhia low cost e, para a estadia, optámos por um Hostel pertinho do Temple Bar. Um género de albergue da juventude, até porque o nosso grupo é só gente jovem (eu então...a três passos dos quarenta). Vamos ficar num quarto com beliches...vai ser uma aventura para recordar os velhos tempos em que a malta ia acampar. Só falta começar a fazer o roteiro dos sítios a não perder para fazer render os cinco dias em que estivermos em terras Irlandesas.

Aceitam-se dicas de quem já andou por estas bandas.

Imagem retirada da net

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O que queres dizer com isso? ;)

(toca o telefone)

Ele - Estás muito ocupada?
Eu - Sim!
Ele - Não tens nem 5 minutos para mim?
Eu - ...isto está tão complicado...vou passar o dia a "lamber" papel de, pelo menos, 5 pastas com documentos do Compliance...

Depois de um longo suspiro...
Ele - Ahhhhhh que pastas sortudas!


Imagem recolhida da net

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Olhar cinematográfico |52|

Captain Phillips (2013) 10/10«
Este thriller faz-nos tremer de emoção. Um filme de Paul Greengrass, com seis nomeações na 86ª edição dos Óscares, incluindo Melhor Filme. Pena que nestas seis nomeações não estejam incluídos os prémios de Melhor Realizador e Melhor Actor, seriam igualmente merecidas tanto para o realizador como para o Tom Hanks que muito me surpreendeu neste papel. Baseada numa história verídica, esta longa-metragem dá-nos a conhecer um episódio da vida do Capitão Richard Phillips, quando o navio de carga, por si comandado, US MV Maersk Alabama, é tomado de assalto por piratas da Somália. Dotado de uma narrativa empolgante, este filme consegue envolver-nos por completo, levando-nos a sentir alguma empatia com um dos piratas, Muse (Barkhad Abdi), devido à sua inexperiência e ingenuidade. Este foi o filme mais intenso que vi nos últimos anos.

Gravity (2013) 7/10«
Mais um nomeado para Melhor Filme. Recebi muitos alertas de que deveria ter ido ver ao cinema mas...desrespeitei as opiniões de quem sabe o que vale a pena ver numa tela gigante e cedi ao home cinema. Uau! Que imagens incríveis. A fotografia do filme não poderia ser melhor. Há um encantamento perfeito, uma harmonia tal que, mesmo em casa, me deixei absorver por um espaço t
Sem querer desvendar muito, até porque o trailer diz tudo, preparem-se para um silêncio aterrador. Uma solidão inimaginável. É isto! O filme é isto. Despertem todos os vossos sentidos e deixem-se levitar. Um bravo para a menina Sandra Bullock, já com uma nomeação para Melhor Actriz, que me surpreendeu neste papel solitário, já é tempo de deixar as comédias de lado.

In the Land of Blood and Honey (2011) 8/10«
Esta é a história de um romance entre um sérvio e uma muçulmana. Os dois, envolvem-se antes da guerra e reencontram-se mais tarde, durante a Guerra da Bósnia. Danijel (Goran Kostic) filho de uma alta patente das tropas Sérvias, é empurrado para a guerra sem apelo nem agravo. Revoltado com o que lhe é imposto, encontra Ajla (Zana Marjanovic) no campo de concentração. Realizado por Angelina Jolie, este filme é um retrato chocante de mais um genocídio grotesco, que nos deixa com um nó na garganta.

The Hunger Games: Catching Fire (2013) 5/10«
Desilusão. É primeira palavra que me vêm à cabeça quando penso neste filme. É verdade que o elenco é de peso, que a nossa Jennifer Lawrence continua muito bem no papel de Katniss, mas não há nada de novo. Nada! A adição de Philip Seymour Hoffman neste elenco não faz qualquer diferença, já que o seu contributo foi quase nulo e se o truque era um suposto crescendo, já contando com o próximo filme (The Hunger Games: Mockingjay - Part 1) já vão tarde pois este já não está entre nós. A única coisa que me continua a deslumbrar neste filme, tanto quanto no anterior, é o guarda-roupa. Simplesmente fantástico.

The Kid with a Bike (2011) 7/10«
E para terminar, um filme espectacular, com uma enorme tensão emocional.
Os irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne, contam-nos a história de Cyril (Thomas Doret), um miúdo de 12 anos que vive temporariamente num orfanato e que tem como objectivo encontrar o seu pai, recusando aceitar a verdade de que teria sido abandonado. Numa das suas tentativas de fuga, conhece Samantha (Cécile de France), uma cabeleireira que se deixa render pelos encantos do miúdo traquinas e se propõe ao programa de família de acolhimento, para o poder ter com ela durante os fins de semana. Esta relação acaba por ser conturbada para ambos mas Samantha não desiste de conquistar o amor e a confiança de Cyril.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Ou pagas ou...pagas!


Na semana passada, fui até à Batalha e passei pelas famosas Scuts. Já tinha passado por umas quando fui a Vila Real, há quase dois anos e na altura deixei passar mais de 5 dias úteis para ir aos Correios, quando fui já era tarde. Disseram-me que tinha de aguardar que me enviassem para casa com uma taxa administrativa que me iria ser cobrada por não pagar a tempo. Bom, a verdade é que nunca cheguei a receber nada. Provavelmente ainda a recebo, mas desta vez com uma multa por não ter pago dentro do prazo previsto, do género do que estão a fazer com o IUC.

Ora bem, em vez de ir aos CTT, como me tinham dito, fui ao site e descobri que aqui dá para pedir o valor em dívida, bem como a referência multibanco para fazer o pagamento. Também há a possibilidade de pedir estes dados via sms, mas com um custo acrescido de 0,60 € mais a taxa administrativa de 0.50 €. Da forma como fiz, não tem custos adicionais.

Já que tenho de pagar, que seja a tempo e horas porque se há coisas que detesto é ter de pagar multas.

Imagem retida da net e manipulada por mim

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

1500


Entro no elevador com outras duas pessoas que vinham a ter a seguinte conversa:

Ela: A Filó ainda está a trabalhar no mesmo sítio?
Ele: Sim...e a ganhar uma miséria!
Ela: Quanto?
Ele: 1 500...
Ela: Qu´horror! Como é que ela sobrevive? Isso é uma miséria.

Pois...eu não sei como é que a Filó sobrevive, mas acredito que viva melhor que a maior parte dos portugueses que ganham bem menos que isso.


Imagem retirada da net

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Casual Friday


Uma excelente sexta-feira para todos, mesmo os que estiverem de tanga ahhhhhhh.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Im so excited


Hoje é dia de reencontro com a minha antiga equipa.
Vai ser a melhor reunião do ano, será, pelo menos, a mais animada.

Imagem retirada da net.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Raios partam a chuva


Depois de lavar e secar o cabelo, uma pessoa sai de casa toda catita. Sai com a certeza de que nada poderia estar mais perfeito e assim que sai porta fora...zás! Maldita humidade, raios partam a chuva! Bahhhh lá se vai a postura. Depois, já não há recuperação possível, há que aguentar o resto do dia com uma trunfa descomposta.

Bom, agora vou ali ver se consigo domar esta franja que teima em se deixar dormir em cima dos meus olhos.

Imagem retirada da net e manipulada por mim

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

8º aniversário

Oito anos! Parece impossível. Já me começo a sentir um dinossauro da blogosfera. Durante estes oito anos, por aqui passou muita gente. Andei a "picar" comentários antigos e percebo agora que a maior parte das pessoas, mais cedo ou mais tarde abandonam os blogues. A maioria das pessoas que comentavam aqui nos primeiros anos, deixaram de o fazer e os blogues foram encerrados ou simplesmente abandonados. Será que vou resistir muito mais anos?

Em contrapartida, nos últimos três anos a partilha de experiências tornou-se mais selectiva. Não gosto de seguir um blogue por obrigação. Ou mesmo de ter de retribuir um comentário só para parecer simpática. Escrevo e partilha as minhas palavras para quem as quiser ler. Aceito todos os comentários, mesmo os anónimos, mas não suporto os comentários tipo "adorei o teu blog agora visita o meu". Não sigo muitos blogues, confesso. Existem uns quantos blogues que leio com satisfação. Uns de pessoas que tive o prazer de conhecer pessoalmente, outros de pessoas que não conheço fisicamente mas que sinto que fazem parte deste meu mundo, pessoas com as quais me identifico pela forma como escrevem, como se exprimem. Outros, faço questão de passar por lá para me manter actualizada, como se se tratassem de crónicas semanais, mas que só comento quando considero relevante a minha opinião para o tema. Não gosto de blogues de moda, não suporto blogues de política, não tenho tempo para blogues de escárnio e mal dizer. De outros ainda...tenho saudades...muitas saudades.

Neste oito anos aprendi a ter algum cuidado com a opinião pública. Aprendi a não me tornar demasiado transparente. Há sempre quem queira utilizar estas coisas contra nós. Por outro lado, aprendi que se pode encontrar verdadeiras amizades, pessoas com quem se partilha mais do que palavras, sentimentos.

Não me parece que consiga abandonar este espaço, mesmo que tenha de lhe mudar o endereço (como já fiz este ano) creio que nunca será possível abandonar este lar que tanto conforto me dá.

Obrigado pela vossa presença durante estes 8 magníficos anos.

Imagem retirada da net

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

1300 Taberna

Desde dezembro que tinha ficado com um rain-check por validar. Fiquei eu de escolher o restarante e como gosto de surpreender escolhi o  1300 Taberna na LX Factory, tinha a certeza que não me ia deixar mal. Bem dito, bem certo. Não poderia ter escolhido melhor, superou as minhas expectativas.

Tinha algumas dúvidas em relação ao estacionamento na zona de Alcântara, mas a verdade é que dentro do recinto há sempre onde estacionar. Nós, em maré de sorte, estacionamos a poucos passos da porta do restaurante. Chegámos por voltas das 21h50, uns minutos depois do que havia agendado aquando da marcação. Estava cheio e sentia-se no ar um cheiro delicioso.

Embora situado num espaço com passado fabril, o local revelou-se surpreendente. Amplo, em tons escuros, recheado de objectos que tanto podem ter vindo do sótão da avó como da feira da ladra, uma centena de cadeiras de várias cores e feitios e nas paredes, relógios perdidos no tempo, um ambiente perfeito para se apreciar a boa mesa. Ficamos numa mesa junto à parede, do lado do bar, num plano inferior às janelas. Reparei que haviam poucas mesas para dois, talvez três ou quatro se tanto.

O primeiro a chegar à mesa foi o cesto de pão, acompanhado de azeite e manteiga de ovelha de Azeitão. E entre a entrada, o prato principal e  a sobremesa, a conversa fluiu acompanhada de um tinto que partiu sem dizer o nome, deixou apenas o sabor na minha boca, sabor que teimou em ficar, mesmo depois do café. Podia descrever minuciosamente o que comemos, mas acredito que a experiência será bem melhor se poderem lá ir e utilizar todos os vossos sentidos para absorver tudo o que esta Taberna nos pode proporcionar. 

Ficou a curiosidade de experimentar o menu de degustação, que ficará sem duvida, para uma próxima vez.

Fica a sugestão.





Imagens retiradas da net

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

MAPA

E por falar em tensão...
Há coisa de uns quinze dias um mês, deu-me um "piripaque" no trabalho. Tonturas e má disposição, parecia que estava dentro de um tanque com água, completamente mareada. Por sorte, estou num edifício com gabinete médico e recorri à ajuda destes anjos. Após medir a tensão, fui surpreendida por um 13-10. O médico achou por bem fazer uns exames de rotina incluindo um MAPA (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial).

Hoje, saí da CUF com uma braçadeira que leva um tubo (pelo pescoço e depois pelo tronco) que liga ao pequeno aparelho que trago numa bolsa à cintura (nota importante - devia ter feito este exame no verão).
Agradeço à gentil senhora que encontrei na internet (moça da imagem no lado direito do texto) e que me permite dar como exemplo o que tenho estado para aqui a balbuciar.

Ora bem, este aparelho vai ficar comigo durante 24 horas, por isso, só o volto a tirar amanhã de manhã. Durante o dia, o aparelho emite um pequeno bip e de 20 em 20 minutos é medida a tensão e, nessa altura, tenho de registar o que estou a fazer e o que estou a sentir. O objectivo é agir naturalmente, como em qualquer outro dia, para que se consiga perceber se a tensão alta é apenas pontual. De noite - sim, vou ter de dormir com esta coisa - o aparelho dispara de hora em hora e mesmo a dormir, o meu braço vai ser espremido até ficar com a mão dormente. Vá lá, não tenho de anotar o que estou a fazer/sonhar durante a noite.

Agora, giro giro vai ser estar com o meu chefe e de repente isto começar a apertar-me o braço. É que depois vou ter de escrever na folha: 15:30 reunião com o chefe - tenho a certeza que vai registar um pico brutal, se vai!!!

Imagem retirada da net

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Inspira...expira...


Digam-me por favor! Também estão com problema com a marcação das vossas férias?
Fonix! Pelo segundo ano consecutivo que lá no "barraco" se vive a Republica das Bananas. Arghhhh!!! Ontem, faltou pouco para sair porta fora. Contei até 1000, respirei fundo e ignorei o que se papagueava na sala. Vai uma e diz que precisa desesperadamente do mês de Agosto, a outra diz que quer porque quer os feirados de Junho. Do lado direito vem a retórica da Páscoa, do lado esquerdo a do Carnaval...fonix! E para mim? Sobra alguma coisa?

Oh senhores! Dai-me paciência para não bater nesta gente.

Imagem retirada da net e manipulada por mim

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014