terça-feira, 9 de abril de 2013

Forretas!

Imagem retirada da net e manipulada por mim.

É certo e sabido que a Páscoa, para além da simbologia religiosa que têm (mais para uns que para outros), é tal como o Natal, um momento de partilha. Não sou dada a grandes consumismos, mas lembro-me sempre das pessoas que me são próximas, das pessoas que amo. Independentemente do dinheiro que tenho bolso, porque para mim, o que conta é a intenção. Uma vezes posso dar mais, outras menos, mas a lembrança, essa não falha e tudo o que dou é com verdadeiro sentimento. E se há adultos a quem é mais difícil encontrar o presente perfeito, já  aos mais pequenos é muito fácil agradar. As crianças ficam contentes com qualquer coisa, nem que seja uma pastilha elástica.

Se há coisas que me deixam fula, é o facto de algumas pessoas se desculparem com a falta de dinheiro para presentear alguém, principalmente crianças. Que desculpa mais hipócrita. Se não querem dar, ok! Não é uma obrigação, agora, não venham com desculpas com a crise. Não é preciso muito para agradar a uma criança.

Não é por nada mas...ouvir a minha filha dizer: "Sabes mãe, nem é pelo presente em si, é pela lembrança..." quando percebeu que alguém que ela considera especial se "esqueceu" de lhe dar um mimo de Páscoa.

Caraças pá, quem gosta de presentes caros é amante!
Custava alguma coisa ter pintado uns olhos num ovo...teria sido o suficiente.

16 comentários:

  1. É mais facil dar uma desculpa de mau pagador...

    ResponderEliminar
  2. Pior que estas coisas marcam. Penso que lembrar é se importar. Mas de certo que ela foi lembrada por outros queridos. Beijos na B* e em ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, claro que sim.
      Há sempre quem se lembre dela, mas pena que quem se esqueceu é especial para ela, entendes?

      Eliminar
  3. Concordo plenamente. Há coisa que cutstam zero e fazem-nos muito mais felizes.
    Bj**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é Tanita?
      Ainda para mais porque os nossos filhos merecem todo o carinho do mundo.

      Eliminar
  4. Exato, não se precisa de muito para alegrar uma criança! Basta que seja dado com amor e carinho :)

    Beijos
    Sofia G

    ResponderEliminar
  5. Claro que dá Marta! Eu não corri, só caminhei. :) mesmo assim senti-me cansada à noite... mas é mesmo muito giro!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou atenta ao de Lisboa ;)

      Eliminar
  6. Acho uma vergonha. Por dois ou três euros já se compra uma lembrancinha. As pessoas são forretas mas é de espírito.

    ResponderEliminar
  7. Pintar ovos? Isso é coisa que se faça?
    :)
    http://tintacompinta.blogspot.pt/2010/11/pitinha-poe-o-ovo-e-menina.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando era pequena era o que se oferecia.
      A minha mãe cozia os ovos e eu pintava-os e depois oferecia-mos à família. Pobres mas bem agradecidos.

      Eliminar

Talk to me ;)