sexta-feira, 1 de março de 2013

Quem tem filhos tem cadilhos

Imagem retirada da internet e manipulada por mim


Depois de ler este post da Tanita, em que refere a birra dos miúdos, lembrei-me de partilhar com ela o truque que fazia com a minha filha quando tinha mais ou menos a mesma idade do seu filho.

A B. devia ter mais ou menos dois anos. Percebi que estava naquela fase de levantar cabelo, mas nunca tinha feito nada que não seja aceitável. Um dia, num restaurante, decide fazer birra por causa da comida. Primeiro começou só por umas caretas, mas não tardou a estar completamente descontrolada aos pontapés às cadeiras e a mandar o guardanapo e os talheres para o chão.

Passei-me! Fiquei tão enervada que só me apetecia bater-lhe. Levou-me ao limite. Peguei-lhe por um braço e levei-a à casa de banho. Sentei-a no lavatório, para ficar à minha altura, e depois descarreguei uma série de palavras discursadas num tom furioso (eu acho que até espumava pela boca). Eu só sei que berrei tanto que ela não disse um piu. Ficou a olhar para mim, com um ar aparvalhado e nem pestanejava. Coitada, hoje, pensando bem, deve ter ficado apavorada ao ver o diabo no corpo da mãe.

Depois desse dia, sempre que ela se esticava eu abria os olhos e dizia: Queres ir à "casa-de-banho?" E ela respondia prontamente: "Não mamã!" Resultava sempre.

Com a idade a B aprendeu que não conseguia nada com birra e hoje, a caminho dos 12 anos, é ela que usa truques comigo para conseguir o que quer. E eu dou!  Porque é uma boa menina, meiga, sensível, boa aluna e muito responsável.

6 comentários:

  1. A B é um amor. A minha P também. Mamães de meninas, elas são um docinho na vida da gente, não é mesmo? Mas penso como tu, filhos precisam ter limites, é fundamental na vida deles.

    Beijus

    ResponderEliminar
  2. eheheh :):) deve ter ficado cheia de medo na altura mas a verdade é que resultou :):)

    ResponderEliminar
  3. Nós pomos o Manel a pensar, num cantinho ou num banco. Tal como fazem no colégio, mas confesso que esse truque já deu mais frutos. Há dias em que fica mesmo possesso! eu cá acho que vou ter uma conversinha com ele na casa-de-banho :) ontem por exemplo portou-se lindamente.
    Obrigada pela partilha.
    beijinhos**

    (adorei a imagem)

    ResponderEliminar
  4. Essa táctica também resultou com o meu :)

    ResponderEliminar
  5. Eh! Eh! Eh! As crianças são a alegria do lar!!!!
    Quem tem filhos, tem cadilhos; mas quem os não tem cadilhos tem, que se há de fazer?! Melhor tê-los. os filhos, claro!...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Ao menos foi remédio santo.

    ResponderEliminar

Talk to me ;)