sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Quack

Imagem retirada da net e manipulada por mim

Ai senhores, preciso de desabafar. Já não aguento mais!!!

Na maior parte dos dias vou almoçar à Messe com a minha colega aqui do escritório, e assim que começo a colocar as coisas no tabuleiro ela diz:

- Oh Marta, não leva pãozinho? Leve, se não quiser eu fico-lhe com ele. 

Eu encolho os ombros, suspiro e levo-lhe o pão. Eu não como pão às refeições mas como faz parte do Menu não me custa nada. Mas o pior vem depois. É que todos os dias, atenção, todos os dias diz isto:

-Ah sabe, este pãozinho é para os meus cães. Chego a casa e dou-lhes o pãozinho. Eles são uns gulosos, adoram o pãozinho da Messe. É verdade, o pãozinho!

Ahrg não aguento mais. Este é aquela conversa típica de quem vai ao restaurante, e depois de comer, pede para levar as sobras para o cães, mas que toda a gente sabe que os cães nem lhe sente o cheiro.

Ela até é porreira mas dá cabo de mim com estas repetições diárias, parece um disco riscado. Mas será que ela tem necessidade de frisar isto, todos os dias? A minha vontade é dizer: Deixe-se de tretas! Já se sabe que com esta crise, o pãozinho da Messe ao jantar, lhe sabe a pato.

10 comentários:

  1. É a pobreza envergonhada que cada vez mais se vê por aí. Pessoas que têm vergonha de assumir que já pouco têm para comer.

    ResponderEliminar
  2. A crise está cada vez mais ai!

    ResponderEliminar
  3. As pessoas têm vergonha... mas não deviam ter. :(

    ResponderEliminar
  4. LOL é que se percebe logo o que é =P qualquer dia devias-lhe perguntar se o pãozinho ao jantar lhe tinha sabido bem =P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. acho que devias -lhe dizer isso :):)

    não há paciência para gente assim :)

    ResponderEliminar
  6. coitada, ha que manter as aparências!

    ResponderEliminar
  7. Enfim,haja pachorra p qm tenta aparentar o k n é!!
    :@

    ResponderEliminar
  8. Acho que lhe devias dizer, interrompendo-a mesmo, que já sabes e que não é preciso estar sempre a dizer o mesmo!

    ResponderEliminar
  9. Sempre achei pior os desperdícios e a comida que se deita fora, há dias em conversa com uma amiga dizia-lhe que nunca mais deitei comida fora, faço comida à medida, se ainda ficar com fome como duas peças de fruta em vez de uma (antes com a desculpa do "ah e se alguém fica com fome" fazia comida para 6 quando jantavam 4 e estragação era um absurdo, até sinto vergonha de pensar na comida que ia fora) e a minha amiga só disse "A crise tem destas coisas, ensina-nos muito".

    Se for a um restaurante e só servirem à dose e vier com 4 filetes, trago 2 para casa e como é óbvio é para comer, agora o que eu não entendo e aí estou contigo é essa história de "ah é para os cãezinhos", eu sei que é vergonha das pessoas mas não a entendo, cansam de tanto repetir isso, e de tanto repetirem é que deixam ao descoberto o óbvio.

    Quando ainda estudava tinhamos um colega de Erasmus de um país nórdico, e quando almoçávamos na cantina ele levava um tuperware e levava as sobras para o jantar, toda a gente o gozava, mas se calhar é precisamente por isto que os países nórdicos estão como estão e nós... Bem, nós estamos como estamos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Ahhhhhhhhh coitada deixa, lá. Tira tu o pão antes que ela te peça para o fazeres, sabes que há pessoas que têm vergonha e ela se calhar tem.

    ResponderEliminar

Talk to me ;)