quarta-feira, 18 de abril de 2012

Para celebrar...


...o 170º aniversário de Antero de Quental aqui fica um dos meus favoritos.
Antero de Quental
(1842-1891)


Tu que dormes, espírito sereno,
Posto à sombra dos cedros seculares,
Como um levita à sombra dos altares,
Longe da luta e do fragor terreno,

Acorda! é tempo! O sol, já alto e pleno,
Afugentou as larvas tumulares...
Para surgir do seio desses mares,
Um mundo novo espera só um aceno...

Escuta! é a grande voz das multidões!
São teus irmãos, que se erguem! são canções...
Mas de guerra... e são vozes de rebate!

Ergue-te, pois, soldado do Futuro,
E dos raios de luz do sonho puro,
Sonhador, faze espada de combate!

16 comentários:

  1. Muito bonito. O Antero de Quental partiu cedo mas deixou uma obra assinalável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma grande verdade.
      Embora não seja o meu poeta de eleição, é digna a homenagem.

      Eliminar
  2. Gosto muito...a obra que ele deixou é fenomenal...beijinho

    ResponderEliminar
  3. Lindo Poema que expressas aqui Marta.
    Um poeta sublime.
    Bjstos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um dos meus favoritos ;)

      Eliminar
  4. Justa homenagem. Bj**

    ResponderEliminar
  5. ¨Sonhador, faze espada de combate!¨ Esta frase diz muito. Gosto de poemas.

    Beijos e um bom dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a minha frase favorita ;)
      Beijos

      Eliminar
  6. Um poeta sonhador cujas ideias de esquerda defendeu com desassombro num tempo em que poucos se decidiam a expô-las!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um homem da luta, usando as palavras como arma.

      Eliminar
  7. uma boa obra.
    gostei

    ResponderEliminar
  8. Confesso que desconheço a obra deste poeta, mas gostei do poema...=)
    bj*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheço uns poucos e optei por um dos meus favoritos.

      Eliminar

Talk to me ;)