sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Relações ou ralações

(foto tirada por mim no parque estacionamento Chão do Loureiro em Lisboa)

Foi o meu pior ano no que diz respeito às relações inter-pessoais. Tive uma zanga com um amigo, um amigo próximo, o meu melhor amigo. Não está em causa o motivo da zanga, pois somos os dois muitos teimosos, mas sim as coisas feias que ouvi. As palavras amargas que me foram dirigidas sem apelo nem agravo. Depois de tantos anos...Foi doloroso e passado quase um ano a dor continua, embora escondida. Há coisas que não se dizem a ninguém e há uma frase que não consigo esquecer, por mais tempo que passe: - "Com esse feitio não me admira que as pessoas se fartem de ti e te deixem.". Percebo que num momento de raiva se possa ser louco ao ponto de dizer tudo o que nos passa pela cabeça, mas não terá o passado qualquer peso? A amizade de anos não serve de travão para impedir que se magoe um amigo? Eu sou uma pessoa frontal e às vezes, ou muitas vezes, sou bruta, mas nunca fui capaz de ofender ninguém de forma leviana, muito menos um amigo. A amizade perdeu-se e só sobram as recordações.

Deparei-me com outra desilusão, também no campo da amizade, a da mentira e da falsa modéstia. Fui envolvida numa história bizarra, com contornos estranhos. Não era metida nem achada na questão em particular, mas fui envolvida sem ser consultada e isso criou-me mau estar. Esperei por uma explicação e um pedido de desculpa, que não seria mais do que a obrigação de quem me envolveu na situação, ainda para mais porque era minha amiga. Nada chegou, a não ser um enorme e constrangedor vazio.

Talvez seja mesmo verdade, posso efectivamente ter um feitio complicado, quem não tem? Sou como sou e não me encontro mais defeitos que os demais. Assim, considero que cada um destes passos que relato, são episódios de uma vida, que embora não se revele fácil, é a minha. Assumo que sou selectiva, que gosto de escolher as pessoas com quem me dou, que não sou influenciável e muito menos "vendida". Sim, talvez o meu bom ex-amigo tenha razão, talvez o problema seja meu e, por isso mesmo, seja preferível estar sozinha. Até porque a solidão é relativa, só faz falta quem me quer bem e mais vale só que mal acompanhada.

No campo amoroso a questão também não foi fácil. Em 2011 continuei a apostar numa relação complicada. Insisti, achando que o meu amor e a sua amizade chegavam para nos manter juntos. É uma mentira redonda. Andámos às voltas mas acabámos sempre no mesmo ponto de partida. Uma verdadeira volta de 360º, girou, girou e não se saímos do mesmo sítio. A minha paixão por ele não chegou e a sua amizade é isso mesmo, uma amizade pura. Tive de aprender a separar estes dois estados, porque para mim, um não fazia sentido sem o outro, mas e verdade absoluta é que a paixão não existe sem amizade mas a amizade pode existir sem paixão. Continuo a dedicar-lhe uma boa parte da minha atenção e nutro por ele uma estima incalculável, um amor incondicional, mas comecei o ano percebendo que eu não sou efectivamente "the one", porque por mais que o tenha beijado eu nunca deixei de ser um sapo. Sim, é isso mesmo, fui eu que não me transformei, fui eu que não o resgatei da torre em que se encontra aprisionado. Cresci, 5 anos depois, cresci e deixei de acreditar em fábulas. Em histórias fantásticas de tigres e dragões, de destinos escritos ou almas gémeas.

Espero então, que o 2012 me traga paz de espírito, que me permita sonhar e concretizar esses meus sonhos. Que me deixe voar e encontrar o meu caminho.

16 comentários:

  1. Querida Marta, um ano complicado em termos de relações, o teu!
    Cheguei à conclusão que as amizades, são como a vida: têm ciclos. Abrem-se e fecham-se. Se tenho pena de ter perdido algumas amizades, quando se fecharam os ciclos? Não, porque não sou saudosista, porque se se foram, era porque não valiam a pena! E outras surgirão e outras me abraçarão, noutros ciclos da vida.
    Beijinhos, minha querida.

    ResponderEliminar
  2. Um ano nada fácil. Acho que existem poucas coisas mais ingratas que ser envolvido em intrigas onde nem sequer tivemos um papel. Felizmente nunca me aconteceu. Quanto a esse teu amigo, talvez não o fosse tão amigo quanto isso. Existem coisas que nem aos inimigos devemos dizer e se eu não faço isso aos meus inimigos, nunca aceitaria que um amigo o fizesse assim de forma tão gratuita e leviana.
    Relativo ao ultimo problema, acho que todos nós já estivemos envolvidos num caso desses. Eu também e sei o quanto ingrato é isso, especialmente quando um dia mais tarde, essa pessoa aparece-nos à frente com outra pessoa ao seu lado.
    Resta-me desejar que este ano consigas estar bem distante de qualquer um desses conflitos.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Marta eu gosto muito de ti e me sinto muito identificada contigo, no que descreves sobre si mesma. Torço, mesmo que de longe por ti e espero que 2012 tu possas alcançar paz de espírito e sonhos realizados. Também desejo que o que tu já conquistaste até o dia de hoje possa te nutrir e te levar avante. E que chegue para ti, e para mim também, este amor especial.

    Beijos
    Carolina

    ResponderEliminar
  4. Feita a catarse, há que partir para outra.
    Bons ventos e bons tempos. :)

    ResponderEliminar
  5. Aiiaiiiaiii que eu não gostei nada da ultima parte do texto, nadinha, nadinha! Então mas tu é que és o sapo??? NUNCA! És uma princesa e no mínimo ele é que era o sapo, se não se transformou, então era porque não merecia o lugar de teu principe. Depois tu não podes amar, nem te apaixonar pelos dois, isso não resulta. Ou estão os dois em sintonia ou então esquece, inevitavelmente um irá dar mais que o outro, e depois há sempre desilusões de expectativas! Acontecia isso com o meu ex namorado, uma história bastante complicada lol mas um dia se quiseres explico-te :p
    depois, não te digo que esse teu ex amigo nunca o foi, mas às vezes as pessoas tem tendência a serem más e crueis com pessoas que amamas e teimosia, sinceramente é algo que complicada mais as coisas! Aliás numa amizade e numa relação a teimosia pode ser mesmo crucial para esse futuro! Eu sou como tu, sou mt frontal, directa de mais, mas sei as barreiras. Não gosto de ser magoada, por isso não gosto de magoar nem humilhar ninguém. Já me fizeram, tive argumentos para me defender, mas isso seria descer ao mesmo nível, e era algo que eu não conseguia fazer. (deste-me inspiração para um post). Apesar de só ter 19 anos, quero que saibas que gosto muito do teu blog e és uma pessoa 5 estrelas de certeza! E se tens um feitio complicado então junta-te ao clube, porque o meu tb não é nada fácil! Mas isso acaba por ser bom, porque sabemos que quem aguenta o nosso feitio é quem gosta realmente de nós. Os que se põem a andar, azar o deles! Não tiveram tempo para perceber as pérolas que somos :p
    beijinhos e que 2012 seja O ano, O teu ano!
    beijinhos grandes e sabes o meu cantinho :)

    ResponderEliminar
  6. Marta

    Esta situação de zangar-se com amigo e dizer coisas que jamais falaria em sã consciência é normal, penso eu. Nós somos pessoas, feitas de momento em algumas situações e isso pode acontecer conosco em qualquer tempo ou a qualquer momento. Claro que isso fere muito, distancia, magoa... mas não se perde a amizade assim se houver entendimento dos dois. Não levar isso a peito é o melhor, penso eu. Tentar resolver conversando depois de ter passado um tempo pode ajudar.

    Estar envolvida em conflitos por culpa de outras pessoas é algo realmente desagradável...

    Amor e amizade andam juntos, ao menos para mim. E quando não somos 'the one' tenha certeza que não é amor... porque o real sentimento não precisa mais do que uma. Está certíssima. Mas não deixe de acreditar na beleza do amor, da vida... nas histórias lindas por causa de uma pessoa ou duas. Terá um momento na sua vida que vai olhar para si mesma e dizer: e eu que não acreditava em fábulas ;)

    Nós, seres humanos somos assim... cheios de defeitos. Quem ama um amigo ou um amor só por suas qualidades se ilude. Devemos ter nossos desatinos amados por todos, assim como amamos os desatinos dos outros...

    Que o dia de hoje, dia de reis, seja de muita alegria para ti!

    Beijoca

    ResponderEliminar
  7. Eu acredito que depois de um ano mau vêm sempre uns quantos muito bons!! E é isso que desejo para ti, chega de desilusões e tristezas, espero que encontres alguém especial e que a dor que sentes pelas palavras do teu amigo fique bem pequenina :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. De facto, essa frase foi muito desagradável... nunca mais esqueceria.

    ResponderEliminar
  9. Que 2012 seja bom para todos nós. Compreendo bem as tuas palavras, também tenho um feitio "alternativo"

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Faço votos para que sim!

    Saudações, num NOVO ANO!

    ResponderEliminar
  11. Marta, as desilusões nas amizades são tramadas, também já passei por algumas e costumo dizer que prefiro assim... Pelo menos não ando enganada a confiar nas pessoas erradas.
    Em relação ao amor de certeza não és nenhum sapo, és uma princesa que ainda não encontrou o seu principe! Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Marta, as desilusões nas amizades são tramadas, também já passei por algumas e costumo dizer que prefiro assim... Pelo menos não ando enganada a confiar nas pessoas erradas.
    Em relação ao amor de certeza não és nenhum sapo, és uma princesa que ainda não encontrou o seu principe! Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Marta a Turista já tem uma boa experiência e acho que o conselho dela é valioso...
    Eu tenho aprendido com o passar dos anos (já estou nos 38) que nem sempre as pessoas que nos rodeiam são as ideais mas temos que saber lidar de formas diferentes com cada uma delas e por vezes há dias maus e se não houver compreensão do outro lado como sempre houve deste então é porque realmente não vale a pena....
    Pareces ser uma óptima pessoa e acho que tens interesse por quem te rodeia talvez as pessoas hoje em dia não estejam habituadas a lidar com pessoas verdadeiras e sim com a falsidade....
    bjs e continua a ser tu própria!
    todos temos que encontrar o nosso valor e a nossa vocação e tu tens a tua e vais descobrir!

    ResponderEliminar
  14. Marta, querida
    Acredito que 2012 possa ser um ano melhor.
    Desejo que retome o convívio com o seu velho amigo e que as palavras duras trocadas se transformem em lembranças fracas perto dos grandes momentos que devem ter tido juntos. Que tudo sirva de aprendizado para dias melhores.
    Quanto a transformar-se e ter que resgatar alguém, que não gaste mais tanta energia com outros.
    Apaixone-se por você em primeiro lugar. Você não é sapo, não caberia nesse papel, não poderia dar mesmo certo. Abra portas, janelas e sorrisos para que pessoas especiais e sensíveis se aproximem e possam ver a grande mulher que tem aí.
    Boa sorte e lindo 2012! Beijos
    S

    ResponderEliminar
  15. a racionalidade e a emoção, são difíceis de aturar. mas é essa dualidade interior que nos enriquece. que forma um todo unificado. cada passo é isso mesmo, mais um passo. mais entendimento do ser. somos como somos. és tu quem decide voar, e o caminho és tu que o escolhes. há vários caminhos. sorte na decisão. :)*

    ResponderEliminar
  16. Acredito que há pessoas que entram na nossa vida por algum motivo...muitas vzese temos dificuldade em saber qual o sentido, porque podem ser muito amigas mas depois dizem coisas como essa...é engraçado que ao ler o teu texto, me identifiquei muito com as tuas palavras, constantmente tb oiço que tenho mau feitio etc...mas será que o problema é só nosso?! Existe sempre o outro lado da moeda e um verdadeiro amigo, aconselha mas não nos julga! Beijinho*** (vou seguir)

    ResponderEliminar

Talk to me ;)