sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz 2012


"Nenhum ano será realmente novo se continuarmos a cometer os mesmos erros dos anos velhos."

Aproveitem o novo ano para inovar, para experimentar coisas novas, para arriscar e não ter medo de nada. Sejam audazes e vivem cada dia como se fosse o último. Com ou sem dinheiro, haja saúde. Com ou sem luxo, haja comida. Com ou sem amigos haja alegria. Com ou sem cara-metade haja amor.
Felicidade é o que vos desejo.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

A-B-C

Há dias que tudo parece desmoronar-se à nossa volta. Dias em que as más notícias chegam aos pares e o caos se instala em nós. Dias em que se sentem uma profunda dor no peito e uma impotência esmagadora.
Mas é em dias como estes, que percebemos que tudo pode ruir à nossa volta, mas os amigos estão lá, para nos dar a mão e ajudar a dar o salto para o outro lado.

Depois de um dia preocupante, acabámos por fazer uma pausa, fumar um cigarro e criar uma série de possíveis cenários para resolver o problema em questão, com sentido de humor muito apurado. Valeu umas valentes gargalhas. E os caos saiu de mansinho e embora permaneça o problema, que mais tarde terá de ser resolvido, senti-me mais leve.

Terminei o dia a pensar: É bom ter amigos assim. Amigos que nos ajudam a acreditam que amanhã será um dia melhor.

Always look on the bright side of life.


quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Follow me! (parte III)


Somos 150. OMG!!! Como é que é possível? Quem foi a alminha que fez crescer esta família para um número tão redondo? Seja quem for, seja muito bem vindo a este canto perdido, onde as palavras valem mais que notas de conto.

MUITO OBRIGADO pela vossa "companhia".

E atenção, não me esqueço daqueles que não fazem parte deste número, ok?
Dos que não são donos e senhores de um blog e por isso não aparecem na caixinha maravilha, mas que conhecem o caminho para esta casa como a palma das suas mãos. Dos que comentam e se sentem envergonhados de deixar o nome e assim, fazem parte de um grupo de anónimos (são poucos é certo). De quem me visita de outro continente mas está sempre por perto e no meu coração. Dos que passam por engano após uma filtragem duvidosa do motor de busca mas que ficam altamente surpreendidos com o que por aqui encontram (lol). A todos um obrigado ;)

E já agora uma menção honrosa para a minha Chinchilla que é a minha maior e melhor seguidora.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Não 1, nem 2, mas 3!

Este Natal recebi três livros de dois escritores que aprecio bastante.
Já tinha comprado o After Dark mas, infelizmente, foi levado no último assalto. Agora em vez de um tenho dois ;). Estão em lista de espera para a leitura, na estante ao lado o outro que já li deste escritor - Kafka à Beira Mar.

«Este livro conta o mesmo de sempre desde o Hotel Lusitano de há 25 anos: o desencontro que, tarde mas é melhor que nada, talvez consiga ser encontro. É também a primeira vez que faço um romance de amor. Calha bem, com o país tão encalhado, nada como a história de um amor feliz como esta.»
Rui Zink

Sei que a opinião pública é contraditória, mas eu gosto deste tipo pá! Gosto mesmo do que escreve. Ler um livro de Rui Zink é sempre um momento de relaxe e grande paródia. Ainda me lembro quando li o - Realidade Agora a Cores, o meu primeiro do grande Rui. Na altura andava em transportes públicos e dava por mim a rir muitas vezes, sozinha na parte de trás do autocarro, com a visão irónica que Zink tem das coisas. Mais tarde li também O Surfista - o primeiro e-book - e também A Espera.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Pijama party!

O Gaspar -cão da minha irmã - é um verdadeiro tarado. Num destes dias apanhei o desgraçado a violar o pijama do meu cunhado. E ao que parece vai tudo, desde pijamas a mantas do sofá.

domingo, 25 de dezembro de 2011

Canon EOS 7D

Este Natal tem um gostinho especial, consegui finalmente compensar a minha perda. Desde que "perdi" a minha máquina fotográfica que me sentia triste, quase que sem uma parte de mim. Sabia que era impossível estar muito mais tempo sem arranjar uma solução.

Na sexta-feira, recebi a minha mais recente aquisição, só faltava ter chegado pelas mãos do Pai Natal. mas em vez disso e do trenó, contentei-me com a carrinha da DHL que também serviu para o efeito. Comprei-a neste site e poupei mais ou menos 50% do seu valor nas lojas em Portugal. Foi a primeira vez que fiz uma compra pela internet, mas devo dizer que o meu feedback final é positivo, se bem que tive alguns problemas no início, mas assumo que foi falta de experiência e conhecimento. 
Fiquei fã, de tal forma que até o cartão de memória comprei no ebay ;) e chegou direitinho pelo correio.

E já agora...aproveito para partilhar algumas fotos que tirei este fim-de-semana. Ainda estou em fase de estágio com a nova máquina mas a ela, por si, já faz maravilhas.











quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Oh oh oh!


E cá estamos nós na recta final do ano e a um passo da noite de Natal. Sem fazer grandes discursos, queria apenas desejar-vos uma noite quente repleta de afectos, junto da vossa família e amigos.
Aqui fica o meu "postal de natal" para a blogosfera.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Polar Postcrossing '11

(e lá estava ele na minha caixa de correio)

Mais um postal, desta vez enviado pela Su, a minha amiga secreta do Polar Postcrossing. E a minha caixa do correio deixou, durante dois dias, de ser aquela quadrado de metal que apenas me presenteia com contas para pagar ou publicidade em doses industriais. Obrigado à Polo Norte pela iniciativa e obrigado Su pelas tuas palavras.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Missão Natal 2011

Chegou ontem, pelo correio ;)

A Icas mandou-me um postal de Natal na sequência da Missão Natal 2011 promovida pela Mary Jane. E de facto a magia volta com os envelopes no correio. Os cartões electrónicos não têm piada, são desprovidos de cheiro, de calor humano. Os votos de festas felizes são mais terrenos desta forma. Continuo fã do papel, das palavras escritas à mão. Obrigado à minha amiga secreta que me enviou o postal, que por coincidência foi a quem eu enviei também, e à Mary que organizou tudo isto.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Sabedoria 365


Assim, do nada, recebo um presente. Uma prenda de Natal antecipada, diz ele. Fiquei altamente surpreendida pelo gesto e pela escolha do presente. É a minha cara!
Todos os dias, envio uma citação por mail para a minha equipa e este presente é simplesmente fantástico. Em 2012 não terei de procurar diariamente por citações, basta folhear mais um dia no meu novo calendário. 365 citações para 365 dias que vão precisar de um espírito positivo e muita esperança.
É com estes gestos, que mantenho a fé de que as pessoas que estão do meu lado são verdadeiros amigos. Pessoas que me conhecem bem e que me sabem mimar.
Obrigado G. Muito obrigado por este presente que me fez manter, no dia de hoje, um sorriso sincero.

domingo, 18 de dezembro de 2011

X-Mas

(a minha árvore de Natal fotografada com o telemóvel)

Está tudo pronto para o Natal. A Baixa está despida mas cá em casa a monumental árvore está erguida faz tempo. Gosto de me sentar no sofá e apreciar as luzes que brilham no escuro e me fazem companhia pela noite dentro. Gosto do cheiro da quadra, dos preparativos, de fazer embrulhos e escrever os postais. Cada presente leva a minha letra, um punhado de palavras escrita à mão, desenhadas a tinta. Conto os dias para a noite da consoada, em que estaremos todos à mesa, a sagrada família, num momento de paz e união.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Mais um bravo para a Boca do Inferno

Este homem têm um dom, um verdadeiro dom. A PALAVRA. Este senhor, melhor que ninguém, faz-me vibrar com o que escreve. Sou, por isso, sua seguidora incondicional e absorvo cada palavra que escreve de forma clara e objectiva. Este é mais um exemplo da sua escrita genial. O texto é longo mas vale a pena o tempo gasto com cada uma das palavras.

Deixo o aqui o link da Visão, mas para os mais preguiçosos, tomo a liberdade de "colar" o texto para vosso conforto. Espero que são tão bom para vocês como foi para mim. Enjoy!

"Ao que dizem todos os jornais menos um, o alegado estripador de Lisboa é, afinal, apenas um alegado idiota. Na escala de abominações, a idiotia aparece muito abaixo da estripação, e por isso o país desinteressou-se rapidamente do caso: os portugueses têm raras oportunidades de conhecer pessoalmente um estripador, mas todos os dias contactam com idiotas. Mais uma vez constato que sou indigno de pertencer a este povo, uma vez que é precisamente agora que o episódio começa a entusiasmar-me. Não tenho muito interesse em estripadores, mas os idiotas exercem sobre mim um fascínio inevitável. Ainda não podemos dizer ao certo quantos idiotas existem no caso do alegado estripador, mas há dois que emergem imediatamente, e são pai e filho. Feliz coincidência ou hereditariedade? Não sabemos. Mas a concentração de idiotia deve ser celebrada, tanto por razões humorísticas como higiénicas: quanto mais circunscrita a uma mesma casa, maior a intensidade (donde, mais humorismo) e menor o risco de contágio (donde, mais higiene). 

Antes de tudo, há que admitir que, se é verdade que a justiça em Portugal é fraca, não é menos verdadeiro que os tribunais têm azar. Ou lhes aparece um criminoso que, por muito que as provas o desmintam, nega responsabilidades no crime, ou aparece um palerma que, por muito que as provas o desmintam, reivindica responsabilidades no crime. No fim, em princípio, ficam ambos em liberdade. Pergunto-me sempre como é possível que haja sobrelotação das cadeias num país em que é tão difícil ser preso. 

De acordo com a imprensa, o idiota-filho denunciou o pai para poder entrar num reality show. Noutros tempos, os filhos denunciavam os pais à PIDE; hoje, denunciam à TVI. Todo o mundo é composto de mudança, mas os bufos são sempre bufos. Como o idiota-filho desejava ficar preso durante três meses numa casa, tentou fazer com que o idiota-pai ficasse preso durante 30 anos noutra. Édipo matou o pai por causa de uma querela no trânsito; o idiota-filho denunciou o idiota-pai por causa de um programa de televisão. São ambas histórias trágicas, mas a denúncia talvez seja mais cruel uma vez que, não sendo o idiota-pai titular de um cargo público, a confirmar-se a culpa teria mesmo de cumprir pena de prisão. 

É interessante referir que, para serem admitidos no programa, os concorrentes têm de revelar à produção alguns segredos. "O meu pai é o estripador de Lisboa" era o segundo segredo da lista do idiota-filho. Os jornais não revelam qual era o primeiro, mas tudo o que fique aquém de "A minha mãe é um senhor de bigode que invadiu a Polónia em 1939" não merece ultrapassar o segundo classificado."

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Conversas do Diabo |6|

Devil: Se não houver solução para nós neste país, queres emigrar comigo? 
Angel: Hum...e o que faço ao que tenho no coração?
Devil: Oh pá, em vez de ser amor e uma cabana, é um bom amigo e um chalé.
Angel: :(

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Luther

"John Luther é um detective brilhante que procura respostas nos corações e mentes dos psicopatas e assassinos e ao mesmo tempo nos lados sombrios da sua própria alma..."

Gosto bastante de séries britânicas, não só pelo british accente que me encanta, mas também porque são mais realistas e menos hollyodescas. Esta série conta com o magnifico Idris Elba e com a fantástica Ruth Wilson. Luther e Alice Morgan são dois opostos que se atraem, inevitavelmente e o enredo entre ambos é fascinante.
Excelentes planos, guião impecável e uma banda sonora que é o máximo, uma excelente escolha de um tema dos Massive Attack - Paradise Circus.
À semelhança do Tim Roth em Lie to Me, gosto de Luther pela rigidez da personagem, ousadia e atitude confiante.
Parece que existe aqui um padrão ;)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Indiferença

Fotografia tirada na Baixa a um olhar indiferente a quem passa

Dói saber que passamos de forma discreta sobre o olhar de alguém.
Não há nada que doa mais do que indiferença.
Magoa perceber que não importa se estamos de branco ou de preto.
Fere a ausência de um gesto.
Destrói perceber que existe um vazio.
A indiferença mata aos poucos...
Prefiro a dor das palavras à dor da indiferença.


Para: Fábrica de Letras
Tema de Dezembro Indiferença

domingo, 11 de dezembro de 2011

O meu olhar...|4|


"Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor."
William Shakespeare

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Onde estavas tu no dia 8 de Dezembro?

Hoje decidimos aproveitar o Feriado ao máximo, até porque para o ano, este, já não há!
Começamos pela Cordoaria Nacional que nos permitiu a entrada no Mundo dos Dinossauros. Esta exposição proporciona uma viagem fantástica através da História e da Evolução destes majestosos animais. Nesta mostra é possível ver figuras em tamanho real e alguns deles em movimento, desde o Braquiossauro, o Velociraptors, o Oviraptor e o terrível T-Rex que faz as delícias dos mais pequenos.
Depois desta manhã bem passada ficámos com o apetite no máximo, não pensamos duas vezes e fomos para a Costa da Caparica (sempre que digo ou escrevo isto é inevitável trautear a famosa musica dos Peste e Sida). Fomos almoçar ao Rodízio Brasil Giramar. Ambiente confortável, com música ao vivo e um buffet variadíssimo  Tendo em conta qualidade/preço, é muito bom.
Depois de um repasto como este, tivemos de ir dar um passeio a pé para facilitar a digestão. Estava um frio de rachar mas nós, somos pessoas rijas, e conseguimos superar esta prova.
Estávamos a uns passos da praia e não resistimos a meter os pés na areia. Descemos as dunas e fomos mesmo à beira-mar. Continuava um frio de rachar mas, mesmo assim, deu para sentar na areia e sentir o cheiro do mar, ouvir as ondas e apanhar conchas. Também houve quem se pusesse a fazer flexões mas isso é outra história.
O dia não acabou aqui. Para sair da praia, não nos limitámos às estradas de alcatrão como os comuns mortais, lança-mo-nos nos trilhos lamacentos e fizemos uma prova de todo-o-terreno digna de um Rally Dakar. Podem ver como ficou o "bote".

E atenção, de regresso a casa, descobrimos uma feira popular móvel que está "acampada" na 24 de Julho. Deu direito a carrinhos de choque e umas voltinhas na Lagarta Gigante. Foi só rir.

WOW que dia, simplesmente fantástico e em excelente companhia ;)

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

My Horror Story

OMG!!!
Estou há dois dias para fazer uma compra no ebay e ainda não é hoje que esta história acaba. Paypal o caraças! Pal é de amigo não é? Pfuuuuu, só se for da onça. Estou capaz de trepar paredes. Ainda por cima já estava tão entusiasmada com a comprar brutal que ia fazer e vejo-me aqui a roer as unhas sem solução aparente.

Xiça pá...depois não me venham dizer que não é mau karma.
Se houver por ai quem tenha conseguido vencer este demónio, passe o seu testemunho, para que me reste uma pinga de esperança. Não fosse estar de férias e já tinha cortado os pulsos muah ah ah ah!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Olhar cinematográfico |30|

Ora bem, hoje há de tudo como na mercearia.

The Machinist (2004)- O Maquinista
Um simples operário, Trevor Reznik (Christian Bale), não dorme há mais de um ano devido a um grave problema de insónia. Um filme excelente que nos revela um série de eventos envolvendo crimes, roubos e alucinações que nos fazem duvidar da realidade. Um bravo para Bale que vestiu na perfeição a sua personagem. Este leva com toda a justiça 9 estrelas.



The New World (2005) - O Novo Mundo
Mais um filme de Terrence Malick. Este foi realizado antes do famoso Árvore da Vida mas na verdade, é um pouco mais do mesmo. Provavelmente se tivesse visto este primeiro, o segundo não me teria surpreendido tanto. Neste filme voltamos a ter os raios de luz, as árvores, os monólogos. É interessante, mas diria que basta um filme deste género, dois já são demais. Para as grandes fãs do Colin Farrell fica já aqui a dica que não é efectivamente um dos seus melhores papéis. Em 10, dou 6 estrelas.


Super 8
Pela mão do J.J.Abrams, realizador de Armageddon em 1998 e Missão Impossível 3 em 2006, foi também um dos criadores da famosa série Lost. Este é um filme para uma matiné familiar. Um história apropriada para miúdos e graúdos que nos leva para o mundo fantástico.
Já não faz muito o meu género mas, ainda assim, pela suspense que consegue criar no espectador, dou 7 estrelas.

Never Let Me Go (2010) - Nunca Me Deixes
Um bom filme! Esta é a história de três crianças que cresceram juntas no internato em Inglaterra, para um fim muito específico, doação de órgãos. Através da ficção, este filme aborda de forma clara a questão da existência humana. Conta com a representação de Carey Mulligan e Keira Knightle.
Da minha parte recebe 8 estrelas.
Limitless (2011) - Sem Limites
E se soubesses que existe um comprimido no mundo que te permitisse aumentar exponencialmente a tua capacidade intelectual, o que farias? Arriscarias em tomar, mesmo sabendo que é uma droga, mesmo sabendo que te poderia matar, mais cedo ou mais tarde??? Estas são as dúvidas que surgem a um escritor falhado que encontra uma pílula mágica que lhe permite ver mais além e ser invencível. Para além da história ser entusiasmante ainda contamos com a nobre presença de Robert De Niro que partilha a tela com o blue eye Bradley Cooper. Um filme sem limites, é o que vos posso dizer.  Arrancou-me 8 estrelas.

X-Men First Class (2011) - X-Men O Início
Gosto bastante do género mas só percebi agora que X-Men, só é X-Men se contar com a presença do Wolverine - Hugh Jackman - caso contrário é mais um daqueles filmes de super-heróis sem graça. Bom, a verdade é que este filme não me surpreendeu. A história chega a ser aborrecida, de fazer sono. É uma pena...como referi, gosto bastante do género. Só abro mão a estrelas.

Shrek Forever After (2010) - Shrek para Sempre
Não consigo deixar de gostar de filmes de animação, estes estão como o vinho do Porto, quanto mais anos passam maior é a sua qualidade. Este filme é mais um mimo com os meus favoritos Donkey e o Puss in Boots. Este leva também 8 estrelas.
E como gosto mesmo deste género, a ver se levo a minha filhota a ver o Gato da Botas, se bem que terá de ser na versão dobrada ;)


domingo, 4 de dezembro de 2011

Idiot Awards |3|


  • Se você é daqueles que se sente mais esperto que os demais para esperar nas filas infindáveis para o garrafão da Ponte 25 de Abril;
  • Se você é daqueles que, embora tenha como destino Lisboa, arrisca ir até ao limite da faixa que serve para ir para Almada;
  • Se você é daqueles que mete o focinho do seu veiculo automóvel, à descarada, na frente de um outro carro e ainda tem a cara de pau de buzinar e refilar porque não deixam "meter";
  • Se você é um autêntico fura filas;

...então este prémio é para si!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

What's up doc?

Desde o último post que a vontade de escrever tem andado meio fugida. Não me quero entregar às palavras, nem quero criar aqui um muro de lamentações. Por isso, saí à rua para ir buscar algo sobre o que escrever, afinal, o meu coração ainda está em recuperação do último tombo que levou, mas a verdade é que se não o matou, só o tornou mais forte.
O que vos posso contar então?

Música no Coração
Vou, finalmente, ter a oportunidade de ver e ouvir os Radiohead ao vivo. Já não era sem tempo! Na quarta-feira, assim que me deram a notícia fiquei radiante, não cabia em mim de contente. Bem sei que é só no dia 15 de Julho de 2012 mas há coisas que devem ser tratadas com a devida antecedência. Quem me conhece bem sabe como este momento é especial para mim.

Sabores e sentidos
Conheci mais um spot da cidade onde a comida é divinal e o ambiente altamente acolhedor. Um restaurante de comida indiana e nepalesa, confeccionada com arte e servida com muita simpatia num espaço simples e caseiro.  Como fui de boleia, o mau karma ficou estacionado na minha rua, e por isso, conseguímos lugar mesmo à porta do restaurante, que segundo me pude aperceber, era um verdadeiro milagre. Regámos a conversa com uma bela sangria e entregá-mo-nos aos prazeres da mesa no Nepal Maya. Terminei o jantar com a necessidade de me dirigir a uma boca de incêndio, por ali, o picante é uma coisa muito puxada ;)

English pub
Mais uma agradável surpresa, mas desta vez não partilho o nome do local, apenas a experiência. É que a beleza do local é mesmo pelo facto de ser pouco conhecido. A entrada não é permitida a todos sendo feito uma triagem muito selectiva. No seu interior encontramos um estilo muito english com um sofás maravilhosos de veludo vermelho e uns candeeiros de parede com uma iluminação suave. Um segredo muito, muito bem guardado. Shiuuuuuuuuuuuu.

E agora...vou-me deixar vencer pelo cansaço.
Amanhã, estarei de volta à selva.