domingo, 20 de novembro de 2011

Olhar cinematográfico |29|


Não conhecia o trabalho de Terrence Malicke mas já tinha ouvido dele quando saiu o filme Novo Mundo em 2005. Andava para ver este filme desde que estreou nos cinemas mas não sei bem porquê algo me fazia adiar. Cedi finalmente e fiquei surpreendida com a história de gigantes que podemos ver nesta película. Não seria capaz de descrever o filme mesmo que quisesse, primeiro, porque não tenho o dom de fazer um bom e segundo porque esta história é demasiado complexa e a interpretação do seu conteúdo, deve ficar à consideração de cada um de vós. Muita luz, imagens fantásticas e um momento musical único. Sugiro vivamente.


Embora seja uma história recente, fez-me lembrar o Mad Max, lembram-se? O tema é o mesmo, mas sem motas ou roupas futuristas. O mundo está a morrer e já poucos caminham sobre a Terra. É um jogo grotesco do "salve-se quem puder". Não é um filme para um estômago mais sensível e o fim é de ir às lágrimas. Ok, ok, eu chorei. Mas acredito que muitos de vocês de aguentem e chorem depois às escondidas.  

O cinema brasileiro não é o meu favorito mas já tenho visto bons filmes. Hoje, trago aqui mais dois, se bem que a minha preferência é para o primeiro. A sequela é um bocado mais do mesmo e é raro ultrapassar a qualidade do primeiro. De qualquer forma, nenhum nos deixa desiludido.

E para finalizar...

Mais um do Almodóvar. Já o tinha visto em 2004 mas não resisti e vi novamente.Uma vez mais, é impossível não gostar deste estilo. A visão que nos transmite é encantadora. O mundo deste génio é algo quente, terreno. Mais um filme com alma.

9 comentários:

  1. Desses não vi A Estrada e Fala com Ela. Não gostei de Árvore da Vida, sai logo no início. Quanto a Tropa de Elite, prefiro o primeiro e o acho que o cinema nacional está bombando.

    Gosto de suas dicas. Preciso ver Fala com Ela.

    ResponderEliminar
  2. Tenho que me actualizar nos filmes, ficam aqui as sugestões ;)

    ResponderEliminar
  3. Martinha, estou a contar contigo, sim :). A Marta Pereira és mesmo tu. Se repares não só o teu nome como outros próximos estavam a ser direccionados para o blog errado. Não aconteceu só contigo embora eu tenha a certeza que introduzi tudo direitinho e na lista final que tenho para o sorteio também está direitinho. Vou tratar de emendar o erro, desculpa, minha querida!

    ResponderEliminar
  4. Carolina,
    Não irás ficar desiludida, tenho a certeza ;)

    Fi,
    Podes sempre optar por começar por estes.

    Mary,
    Ahhhhhhhh ok, assim está melhor. Até porque sei que fui uma das primeiras. Count me in!

    ResponderEliminar
  5. Eh pá . . em relação à Arvore da Vida, apraz-me apenas dizer que desperdicei 2h30 da minha vida aquilo a que muitos teimam em chamar de filme!

    ResponderEliminar
  6. Rui,
    São gostos, de facto não é um filme qualquer ou para qualquer um. Está longe dos filmes de porrada e pontapé na boca que a malta está habituada a ver nas matinés de Domingo.
    Muita gente não gostou. Eu gostei, achei muito interessante. E olha que era filme para eu odiar (private joke).

    ResponderEliminar
  7. Já vi a estrada e tb gostei!
    agora o 1º fiquei curiosa!

    ResponderEliminar
  8. Falo apenas do primeiro. Digo-te a forma como o defini: uma seca maravilhosa.

    ResponderEliminar
  9. Boas sugestões que tens aqui

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Talk to me ;)