sábado, 9 de julho de 2011

Alive´11 |2| e |3|



O melhor dia até agora foi sem dúvida o 2º. Os norte-americanos Foo Fighters foram até agora a melhor banda em palco! Arrumaram os Coldplay num cantinho, até porque estes senhores deram-nos música durante 2 horas e meia. Gostei da presença do Ghohl em palco, de cabelo nos olhos e a mascar pastilha e debruçado sobre a sua guitarra. Referiu que o que fazem é rock puro, sem sintetizadores. Chegou mesmo a dizer "Without computers" e "Rock is made by people and instruments". Estava feita a fusão entre o palco e o publico, torna-mo-nos um. Incensáveis, tocaram "Best of You" e "All My Life" que aliam dois géneros de forma eficaz e assim surge o pop/rock que agrada ao povo e permite que a multidão entre em sintonia plena. Embora o espectáculo tivesse sido longo, o encore foi invocado e os senhores da noite regressaram ao palco para cantar "Times Like These" e "Everlong".
Um viva para os Foo Fighters.

Iggy and the Stooges foi também um bom momento da noite. Uma vez mais fiquei a pensar: Que idade terá este senhor? Iggy Pop recusa admitir a sua idade mas eu arriscaria assim para uns...60 e muitos. Ainda assim, a sua presença em palco é verdadeiramente admirável, energia foi o que não faltou.

Um palavra de apoio também para os nossos Xutos & Pontapés, que embora velhinhos estão sempre no ponto certo para animar a malta. Depois de receber o Zé Pedro, já recuperado do transplante, foi ver o publico ao rubro com temas como "Não sou o Único" ou "Chuva Dissolvente". Embora seja uma banda que já toda a gente viu uma boa dezena de vezes, há sempre tempo para recordar canções como "Ai Se Ele Cai", "À Minha Maneira" e "Dia de S. Receber" e porque o que se queria era ver os braços no ar e a multidão ao rubro, não podia ficar de fora a "Minha Casinha". Porreiro pá!

O 3º dia foi...quase que frustrante. Devido a problemas técnicos o palco Optimus não abriu à hora marcada e os Klepht, The Pretty Reckless e You Me At Six foram cancelados. Ficámos até à meia noite sem saber que ainda seria possível que este palco ressuscitasse e nos permitisse ver o cabeça de cartaz. Claro está que quem ganhou com isto tudo foram os Fleet Foxes e o Grinderman (Nick Cave para os amigos), porque não havendo alternativa foram muitos os que acabaram por fazer a festa no palco da Super Bock. Este último explodiu em palco com a elegância de uma personagem de um filme dos anos 50, verdadeiramente inconfundível.



Pouco depois da menina virar abóbora, que é como quem diz meia-noite, lá se viu a luz no fundo do tunel e os 30 Seconds To Mars apareceram em palco para delírio de muitas adolescentes que gritavam e puxavam os cabelos em frenesim. Foi uma estreia para mim, uma vez que ainda não os tinha visto cantar ao vivo. Tinham-me dito que o Jared Leto ao vivo não era grande pistola mas este fulano de olhos azuis convenceu-me do contrário, pois que o senhor tem uma voz fantástica e por uma ou duas vezes até pareceu que estava a safar os tipos do staff. Eu explico. O palco havia sido encerrado porque cedeu cerca de 15 cm, o que para uma estrutura daquelas, pode ser verdadeiramente perigoso. Depois de horas de espera, lá avançaram com o espetáculo, mas a meio do concerto do 30 Seconds, no final de um dos temas, ouviu-se em estalo e o palco ficou às escuras. O Jared avançou então sozinho para o avançado que se estendia no meio da multidão e foi cantar quase que à capela, já que o resto da banda teve de sair momentaneamente do palco. O senhor dominou a multidão e houve uma interacção brutal entre a estrela e os restantes. Pena que durou pouco tempo, desta vez com a desculpa que já tinham começado com atraso e estavam com o tempo contado. Foi bom, sim senhor!

Devo confessar que a espera me fez quebrar um bocado e quando os Chemical Brothers chegaram eu já estava mais para lá do que para cá. Foram 4 dias sem dormir quase nada, a ir para concertos à noite e trabalhar de dia...enfim, valeu uma valente infecção na garganta do frio que tenho apanhado e de cantar a plenos pulmões.

Mas quem corre por gosto não cansa e por isso...hoje estamos lá outra vez!!!

3 comentários:

  1. Deve ter sido muito bom apesar dos incidentes de ontem. Eu não vou a dia nenhum. Nestas coisas e por 50 euros por dia, eu consigo viagens a 30 euros para lugares bem distantes daqui. A optar, prefiro ir para fora :)

    Aguenta ai mulher, que eu sei que tens fibra para uma semana de concertos, se eles aguentassem até lá :)

    ResponderEliminar
  2. gostou muito, vai passar a seguir :)

    ResponderEliminar

Talk to me ;)