segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Mais uma pérola

No início do ano a minha filha recebeu um "cheque dentista" na sequência do Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral do Ministério da Saúde. Porreiro pá! Embora a minha petiz tenha a dentição em bom estado, este cheque permite fazer a selagem dos dentes definitivos e como costumo pagar 30 € por dente, este cheque chega a boa hora, para terminar o tratamento a custo zero.
O uso deste "cheque dentista" só pode ser feito nas clínicas aderentes e a listagem está disponível para consulta no site. Isto está a correr bem, certo? Pois...mas é aqui que tudo se complica. Da lista de clínicas aderentes perto da zona onde moro já risquei 20. Sim, leram bem, 20! Umas dizem não ter acordo, outras tinham a morada errada, outras o contacto telefónico inválido. Tentei aferir qual a última data de actualização da listagem mas tive tanta sorte como a marcar a consulta.

Ainda não desisti, porque para além de me dar jeito aproveitar o que é meu por direito, ainda tenho mais umas 100 clínicas para "bater", afinal o que é preciso é tempo e dinheiro e paciência para fazer os contactos. Pfuuuuuuuuu!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Adventure Park no Jamor


Ora aqui está uma boa ideia para um fim-de-semana, ainda para mais quando estiver bom tempo ;)
Espreitem o link, dá para miúdos e graúdos.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Olhar cinematográfico |12|


Um filme interessante que relata uma história de amor com principio, meio e fim (não necessariamente por esta ordem). Retrata de forma clara, a vida de um casal que tenta numa noite recuperar o casamento perdido. Entre o presente, são inseridos momentos do passado, como que um falshback, que nos permitem perceber que o que começou por ser um conto de fadas acaba de uma forma brutalmente realista. As promessas são quebradas e a relação torna-se insustentável.

Na minha humilde opinião, entendo a moral da história mas não consegui perceber a aversão que a Cindy (Michelle Williams) tem ao marido Dean (Ryan Gosling) e quando o filme terminou não consegui deixar de lamentar o seu desfecho.

No final de contas, parece-me bastante claro que: EU SOU UMA ETERNA ROMÂNTICA E AINDA ACREDITO EM FINAIS FELIZES!

Este filme é o espelho das relações de hoje em dia. Nada se aguenta, nada se suporta. As pessoas comprometem-se mas depois saltam fora à mínima coisa. Nas relações, passamos rapidamente de bestiais a bestas. Quando há paixão somos anjos intocáveis, mas quando o amor desaparece passamos a ser um poço de defeitos e imperfeições.

Nota: Sugiro que vejam o filme mas...de mãos dadas com a vossa cara metade ;)

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Seguir o exemplo

Ora aqui está um bom exemplo a seguir.
Se cada um pagasse as multas consoante os seus rendimentos tudo seria mais justo.

Sim, porque qual é a diferença entre o famoso CR e eu apanharmos uma multa de 1000 € por excesso de velocidade?
A diferença é que eu arrependo-me mil vezes de andar a abrir e tenho de passar um mau bocado pela falta que me irá fazer esse dinheiro e o CR fica apenas triste porque foi apanhado e não lhe pediram um autografo. Os 1000 € para ele são peanuts.


terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Finalmente!!!

No próximo sábado (19 Fevereiro) os Radiohead vão lançar o 8º álbum intitulado The King of Limbs. Agora só falta saber quando teremos o prazer de os receber por cá.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Quem é o São Valentim?


Corações para cá, flores para lá...beijos e troca de mimos...mas a pergunta do dia é: Quem é o São Valentim?

Durante o seu governo, Imperador Cláudio II proibiu a realização de casamentos no seu reino com o objectivo de criar um grande e poderoso exército. Estava convicto de que os jovens sem família alistar-se-iam com maior facilidade.
É aqui que o bispo Valentim mostra o espírito casamenteiro e mesmo à revelia do Imperador, continua a celebrar em segredo a união dos amantes.
A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Durante a espera pelo seu mal afortunado destino, muitos foram os jovens que lhe enviaram bilhetes para o calabouço dizendo que acreditavam no amor e na sua absolvição espiritual. Um dia, uma jovem invisual, Asterias, pediu permissão ao seu pai para visitar o casamenteiro na prisão e acabou por se apaixonar por ele e na troca do seu amor recebeu uma dádiva divina e recuperou a visão. Perdidos de amor, trocaram cartas onde o bispo assinava sempre "de seu Valentim", expressão que ainda hoje se usa nos postalecos que comemoram a data.
Nem o milagre lhe valeu e Valentim foi decapitado no dia 14 de Fevereiro de 270.

E aqui está! Agora que todos sabemos o que estamos a comemorar hoje, já me posso ir embora descansada.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

O momento


Continuamos a partilhar bons momentos. Entre nós há sempre tema de conversa e sabemos que não haveria melhor companhia para aqueles momentos. Temos gostos parecidos e objectivos em comum. Por vezes um adivinha o que o outro vai dizer e a sintonia é plena. Eu conheço-o como ninguém e sei que é reciproco. Na verdade entre o passado e o futuro só há uma diferença, deixou de haver paixão, restou apenas a amizade, uma amizade profunda.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Medicamentos e boa música



Depois de uma boa dose de medicação estou quase, quase no ponto. Mais um dia ou dois e estou pronta para outra. De qualquer forma nem mesmo doente consegui ceder à tentação e lá fui eu ao concerto de Skunk Anansie. Valeu bem a pena arriscar porque foi o melhor concerto de sempre. Pulei e cantei, suei que me fartei e no fim saí de lá como se tivesse tirado o diabo do corpo.
Hoje a minha voz já está menos rouca e em breve vou poder voltar a cantar no duche.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Chiuuuu...


Tu sabes a razão pela qual olhei para o calendário...

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Rouca vos escrevo...


Se havia dúvidas, hoje ficou provado que o Sistema de Saúde Nacional não vale mesmo um chavelho.

Depois de passar dois dias de molho, cheia de dores de garganta, pensei em ir hoje ao médico para que me pudessem medicar, afinal esta coisa da malta tomar qualquer coisa por auto-medicação não funciona para tudo. Como sou uma fulana prevenida, antes de me aventurar pela rua fora liguei para a Saúde 24 (linha telefónica que uso há mais de 10 anos) para perceber a gravidade do meu estado. Sugeriram-me que fosse ao Centro de Saúde para ser observada. Como estava em estado febril nem abri o pio e segui caminho toda lampeira. Eu, no Centro de Saúde, coisa rara. Chego ao local, retiro a senha e aguardo a minha vez. Ding-dong e lá aparece o numero mágico da minha senha no ecrã. Chego ao guiché e digo numa rouquidão profunda:

-Bom dia! É para marcar uma consulta de urgência por favor.
-Porquê? - Diz o f*ª$% da p#*$# do senhor ...

Ai senhores, que vontade que me deu de lhe arrancar os olhos. Euzinha, ali especada, cheia de suores frios, com uma voz tipo fadista da Mouraria depois de uma noite de fados e muito vinho e aquela besta pergunta porquê???? Mas o gajo é parvo ou quê???? Estive vai não vai para lhe perguntar se consumia pacotes de açúcar pelo nariz mas depois lá pensei que não podia perder a razão.

Depois de desancar o tipo fiquei a saber que não há serviço permanente no meu Posto de Saúde e a minha médica de família só chegava lá para o meio-dia. Dei meia volta e tomei o mesmo caminho de regresso. Meti-me no carro e Cuf com ela. Uma verdadeira maravilha. Cheguei, tirei a senha e fui logo chamada para a triagem. Estava despachada em três tempos.

Assim que entrei no gabinete médico deu-me um valente ataque de tosse, algo que não havia mencionado na triagem. O xô doutor ficou a olhar para mim e soltou um rizinho meio irónico. Ok, este pensa que venho à caça da baixa médica - pensei eu.
Depois do diagnóstico completo recebo a notícia que estou com uma laringite aguda e devido à minha dificuldade em falar e por vezes respirar reforça dizendo que me vai mandar para casa dois ou três dias, mas sempre com o tal sorriso irónico.

- Xô Doutor o que preciso é que me dê medicação forte para poder trabalhar!!! Eu não quero baixa, preciso é de algo que me faça melhorar deste estado. Enquanto houver bracinhos e perninhas eu não deixo de trabalhar ;)

Resultado: Estou com uma laringite aguda e tenho de ingerir bebidas e alimentos gelados para ver se consigo aliviar o inchaço que tenho na garganta. Paguei 30€ pela consulta mas valeu a pena pela prontidão. Perdi o meu canto de sereia e agora pareço mais uma grafonola mas vá lá...consegui ir trabalhar.

Nota: Já agora...só para se rirem um bocadinho...eu estou toda estropiadinha com a cena na laringe e amanhã tenho o concerto dos Skunk Anansie...ghrrrrrrrr!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Pstttt


Trago comigo 4 dias de trabalho intenso. Estou de rastos...não dei 50, nem 60 nem 100, tenho dado 110% de mim por dia e a esta hora só me apetece colo. Quero embrulhar-me na manta e receber carinho. Perceber que não existe mais nada. Não há trabalho, nem problemas...só eu e tu!

Por isso gata dos diabos, anda cá e enrosca-te nos meus braços. Dá carinho à tua dona que bem merece ;)