segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Papa-choque!



Ontem vi esta notícia e fiquei desiludida com a forma como a comunidade gay (espanhola) pretende alcançar os seus objectivos. Será que ir para a rua beijar o seu par é efectivamente a melhor forma de afirmar: Nós somos pessoas normais e por isso queremos ser tratados como tal! Ok, então que tal começarem por se portarem como pessoas normais?
Sinceramente não concordo com a forma como se exibiram na rua. As imagens que foram passadas pelos media foram de conteúdo grosseiro e a mensagem que fica retida não é obviamente a que se quer passar.

Para que este tema não venha a criar alguns dissabores adianto desde já que não sou homofóbica nem coisa parecida, sou uma pessoa open minded e considero que todos temos direito a ser felizes com as escolhas que fazemos, sejam elas de cariz sexual ou outro.

Mas meus amigos há manifestações e manifestações...
Agora imaginem que depois de aprovado o Orçamento de Estado tivéssemos ido todos para a rua dar beijos na boca em frente à Assembleia. Provavelmente o nosso governo tinha ficaria um bocado desorientado (ainda mais).

16 comentários:

  1. Não foi bonito... os beijos eram dispensáveis, são mesmo só para chocar. Uma coisa mais pacífica resolvia.

    ResponderEliminar
  2. Não te tenho visto no meu tasco...onde andas tu?

    ResponderEliminar
  3. É um pouco como a parada Gay que se efectua todos os anos, acho que prejudica mais a causa homossexual do que a beneficia...

    ResponderEliminar
  4. S*,
    Acredita, não gostei nada das imagens que vi :(
    *
    Dora,
    Estou de volta! E já andei no teu tasco se bem que pelo e-mail já andei a fazer borrada :)
    *
    Rafeiro,
    Concordo plenamente.

    ResponderEliminar
  5. Trata-se de folclore kitsch, no mau sentido da expressão.

    ResponderEliminar
  6. Oh Dorita pensei que não era para comentar no dos filmes mas...já estamos entendidas :)
    *
    jrd,
    Nem mais!

    ResponderEliminar
  7. Adorei! Realmente é verdade. Primeiro querem o "direito à diferença" e têm. Depois querem o direito à igualdade, e já têm, portanto, o que é que eles querem agora?
    Eu como ja nao vejo TV poupei-me a esse triste espetáculo. Só vantagens :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Martini Bianco,
    De facto não perdes nada. Eu raramente vejo televisão mas tenho de confessar que tenho devorado filmes à toneladas :)

    ResponderEliminar
  9. Interessante. Devoro por fases. Este fim de semana surpreendeu-me dois DVD's que tinha ainda no plástico há mais de um ano. "A melhor Juventude" sobre a história de uma familia ao longo de 4 décadas, na Itália. Uma história cativante, paisagens belas, especialmente de Roma e Sicilia, o percurso recente da história do país, fora as histórias cruzadas, os amores e o decurso de várias vidas. Sugiro, e até existe via torrent :)

    ResponderEliminar
  10. Vou usar a dica, parece-me ser bom ;)

    ResponderEliminar
  11. Só uma nota, porque acho que isso ainda não está bem implementado:
    um individuo não escolhe a sua orientação sexual, assim como não escolhe o formato do nariz, a cor dos olhos, a altura na idade adulta, e por aí fora.

    Quanto ao resto, e já que cada um sabe de si e aquele lá em cima sabe de todos, resigno-me ao silêncio.

    ResponderEliminar
  12. Talvez este vídeo deva ser partilhado:

    http://www.youtube.com/watch?v=zdM5TdRzUlM

    Enjoy.

    ResponderEliminar
  13. Mutante,
    Eu não disse o contrário, aliás eu não estava a contestar nada em relação à orientação sexual de cada um mas sim a forma como se luta pelos seus direitos. Sempre achei este tipo de "manifestação" uma verdadeira palhaçada, isto é que nada dignifica os restantes.
    ;)
    Get it???

    ResponderEliminar
  14. Mutante,
    Eu não disse o contrário, aliás eu não estava a contestar nada em relação à orientação sexual de cada um mas sim a forma como se luta pelos seus direitos. Sempre achei este tipo de "manifestação" uma verdadeira palhaçada, isto é que nada dignifica os restantes.
    ;)
    Get it???

    ResponderEliminar
  15. É uma opinião e, por isso mesmo, só tem que ser válida!
    Longe de mim castrar opiniões que possam eventualmente divergir da minha. Não vou ser mais papista que o pasta, não num tema ainda tão controverso como este.

    Yes, I get it!
    Take care.

    ResponderEliminar

Talk to me ;)