quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Emotions



Quem me conhece bem sabe que sou de extremos, ou bem que estou a sorrir e consigo "fazer a festa e apanhar as canas", ou bem que estou triste sentada a um canto com o olhar vazio. Sim, é verdade e assumo. Mas uma coisa é certa, eu sempre fui de dar a volta por cima. Não aceito sair derrotada de situação alguma. Eu em primeiro lugar e depois os outros. E mesmo quando estou triste, consumida por dentro, existe em mim algo que insiste em me mostrar as coisas boas que tenho e mais cedo ou mais tarde a alegria volta.

Ontem alguém dizia: Nunca serás como antes...está entranhado em ti...o vazio, a tristeza.

Não! Assumo que trago em mim uma tristeza que não se esconde, mas sei que tenho tido a coragem de enfrentar cada dia como se fosse o último e tirar dele partido para que consiga crescer com todas as adversidades da vida. É verdade que nunca voltarei a ser a mesma, porque a cada dia que passa mudamos um bocadinho, mas sei que a essência está cá, essa não a perdi.

Com isto que o que quero dizer é que sempre me achei uma pessoa fraca, embora não aparente, mas nestes últimos meses chego à conclusão que sou forte, que sou uma pessoa cheia de vida e de esperança. Que ainda acredito nas pessoas. Que consigo mover montanhas se estiver disposta a isso. Sei que posso tudo, basta querer.

Queria ser assim, tão sensata e racional todos os dias, em todos os meus diálogos, para todas as pessoas com quem falo e lido, mas isso já é um trabalho mais difícil. Afinal, eu sou humana e como tal...sou muito mais emotiva que racional.

19 comentários:

  1. As hormonas são tramadas e essas não se controlam.

    ResponderEliminar
  2. Só perante a adversidade é que avaliamos a força que temos.
    O ser humano tem capacidades inimagináveis, uma resistência física e mental capaz de cair e voltar a levantar-se, disposto a enfrentar a vida e a morte, se for preciso.
    Por vezes achamos que não, que não vamos conseguir, que tudo nos empurra para baixo. Mas um dia o sol volta a brilhar e aos poucos a vida volta a fazer sentido.
    Se voltamos a ser os mesmos, se tudo volta a ser como dantes? É evidente que não! O Mundo está em constante mudança e nós, que fazemos parte dele, vamos mudando também. São as leis da Natureza.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. E quem escreve assim não é gago! Nunca tive a mais pequena dúvida. És forte e és uma grande mulher. You go, girl! :*

    ResponderEliminar
  4. Se sabes que consegues derrubar muita coisa, então nem sequer tentes... derruba logo! Faz por ti! :)

    ResponderEliminar
  5. Marta, força, minha querida. Aproveita os dias positivos para andares para a frente e colocares toda a tua garra, no caminho da vida:
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  6. "Não aceito sair derrotada de situação alguma. " Acho que devias ir para treinadora do Sporting ou do Benfica, dava jeito =)

    ResponderEliminar
  7. Tens dias que é difícil mesmo, mas tens fibra o que quer dizer que tens uma boa raiz, uma estrutura que te sustenta.

    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Só não percebi a cena de "fazer a festa e apanhar as canas". Não era suposto lançar os foguetes primeiro? ;)

    Beijoca e fora com os dias tristes! Olha, ata-os aos foguetes!

    ResponderEliminar
  9. Olá Marta, todos nós acabamos por conhecer os nossos dias, uns bons, uns maus, outros assim-assim. Quantas vezes também não me apetece deitar tudo ao ar ou dar um valente murro da mesa. Mas nós, leoas, somos umas guerreiras! Podemos estar tristes mas acabamos sempre e inevitavelmente por dar a volta por cima. Com mais garra e com o sentimento de que saimos mais fortes do que quando entramos!
    Beijinhos,Sofia

    ResponderEliminar
  10. A pessoa que te disse isso, deu-te logo uma grande moral.

    Daqui a uns tempos estás como nova e esses "vazios" tendem a ser cada vez menores.

    ResponderEliminar
  11. Por vezes é preciso respirar por guelras porque os azuis não caem dos céus

    é preciso conquistar o mar

    ResponderEliminar
  12. E o que é a racionalidade?

    ResponderEliminar
  13. Não é fácil passar por dias como esses. Ás vezes, por mais forte que sejas, há momentos em que parece não valer a pena o esforço. Mas "o que não nos mata, torna-nos mais fortes", por isso, os restantes momentos merecem a pena. Aqueles em que te dás, e te dão, e depois tudo parece normal, tudo parece mostrar que afinal a vida não é assim tão madrasta.
    Aprende com os momentos menos bons. Recorda-te dos momentos bons. Isso sim, vale a pena.

    Bjs*

    ResponderEliminar
  14. Anónimo12.11.10

    Ohhhhh......quando os tais "vazios" aparecerem lembra-te da conversa que o meu Joka teve contigo ontem ao telefone! É um som que preenche logo a alma : )

    beijocas chinchillásticas

    ResponderEliminar
  15. Vá vocês sabem que bate depressa mas passa num instante.
    Foi só um desabafo como tantos outros...afinal, já faz parte.
    :)

    ResponderEliminar
  16. É natural balançar entre as alegrias e as tristezas, faz parte de nós :)

    ResponderEliminar
  17. Adorável seu blog!!!
    Gostei muito, muito!!!
    Beijos...
    Ji

    ResponderEliminar

Talk to me ;)