terça-feira, 26 de outubro de 2010

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Fogo


Há dias em que algumas conversas nos deixam a reflectir durante dias...
Há conversas que nos deixam a reflectir durante meses...
Há coisas que nos espantam e nos deixam sem palavras...
Há palavras que nos tocam profundamente permitindo-nos ver mais além.

Faz algum sentido?

E heis que se fez luz ao receber esta mensagem:

"O fogo é um dos quatro elementos. O que tu fizeste não está ao alcance de muitos. A mente de quem é o veiculo da purificação é muito importante na acção. Os objectivos que se pretendem alcançar só o poderão ser, se o veiculo estiver centrado. Desde já agradeço pela parte que me toca e permite-me pelos restantes."

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

WTF? (1)

O leite com chocolate passa de 6% para 23% de IVA, contudo o vinho mantém-se a 13%.

Já disse à minha filha que vai passar a levar um pacotinho de vinho para a escola!

sábado, 16 de outubro de 2010

Mesa para dois?



Entrei na cozinha e percebi que me apetecia cozinhar, coisa rara.
Abri uma garrafa de vinho tinto, acendi umas velas e meti a mão na massa. Preparei um jantar apetitoso. A música tocava em som ambiente e as luzes da Baixa-Chiado serviram de cenário.

Coloquei mesa para dois e chamei a melhor companhia de sempre, a minha filha.
Ela adorou. É óbvio que o vinho bebi sozinha (e foi mais de meia garrafa). Depois bebi o café (home made) e fumei o meu cigarrinho à janela.

Depois de uma semana stressada nada melhor que aproveitar estes pequenos momentos.

***

A B. já dorme e eu vou esponjar-me no sofá, enfiada na minha manta, a ver um filme (ou dois, se não adormecer).

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Grandes camelos!



Aproveito para partilhar algo que ontem me fez sentir uma idiota chapada, acreditem que acontece.
Desde que vim de viagem que ando revoltada porque comprei um volume de tabaco no Aeroporto de Budapeste. Acabei por poupar 10€ mas fiquei danada quando me apercebi que o primeiro maço que tinha aberto só trazia 19 cigarros. Cuspi fogo pela boca e pensei: Já fui enganada! Ainda por cima já ia no terceiro maço e pimba, 19 cigarros também.

Ontem, em conversa de cigarro (lol) alguém me diz: Mas Marta, há países que só vendem 19 cigarros num maço e essa informação tem que vir na embalagem.

Oh senhores!!! Mas alguém me avisou????
Grhhhhh, fica aqui a dica para quem ainda não sabia que os maços de 20 podem, eventualmente trazer 19 cigarros apenas.


terça-feira, 12 de outubro de 2010

Caminhos

Depois de 5 post´s seguidos sobre Budapeste heis que surge a necessidade de mudar de assunto. O que é demais enjoa e o que passou passou!

Já dizia o meu grande amigo António Variações: Muda de Vida!
Hoje acordei com ele, ou melhor, com as palavras dele.

E essa é a prioridade da minha To do List dos próximos meses :)
Há que querer mais e melhor!

sábado, 9 de outubro de 2010

Peste


(esta é minha)

Foi em Peste que ficamos, mesmo no centro da cidade. Sugiro vivamente que se desloquem a pé sempre que possível se bem que nos dois últimos dias tivemos que recorrer ao Metro. Aproveitamos para andar na linha amarela, a mais antiga da Europa, e olha que se nota que é bem velhinha. Já agora...para as gajas, se por acaso se esquecerem de levar secador para o cabelo, podem sempre ir até à linho do Metro, em segundo ficam com um penteado novo, tal é a ventania lá em baixo.

Existe uma cadeia de cafés, Califórnia, que são uma pequena maravilha. Um ambiente acolhedor e um Capuchino maravilhoso e não me posso esquecer do mais importante, temos sempre acesso a wi-fi aqui e em quase todos os restaurantes.

Deste lado do Danúbio não podem perder o Parlamento, embora o acesso a bilhete seja um bocado estranho, mas há uma coisa boa, os cidadão da União Europeia não pagam. Vale a pena esperar na fila pois o que nos espera lá dentro é fantástico.

A Basílica de Santo Estêvão é divinal e é impossível passar por ela sem entrar. Não chegamos a subir à cúpula mas acredito que a vista seja soberba.

A Vaci Utca é um género de Rua Augusta, lojas e mais lojas do melhor que há...não gastamos por lá um tostão que fosse mas fizemos questão de passear por lá numa das tardes. Para comprar as recordações, fomos até ao Mercado Central de Budapeste onde os souvenirs são bem mais em conta e existe muito por onde escolher.

Para finalizar deixem-me dizer que o povo Húngaro não é lá muito simpático, principalmente para os turistas até porque não falamos a língua deles e eles não falam Inglês, são tão rudes que até me deu vontade de lhes bater (lol). Mas isto sou eu que tenho a mania que toda a gente me deve sorrir.

Resumindo e concluindo: 5 dias são suficientes para ver os principais monumentos da cidade e aproveitar para relaxar. Eu fui carregada de preocupações e voltei...livre, não das preocupações mas livre de espírito.

Como eu adoro viajar!!!

E agora...a pedido de muitas famílias, aqui vai o link das fotos que tirei em Budapeste.
Enjoy.


sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Do lado de Buda


Hoje podemos falar sobre o Palácio Real, situado no alto da colina Gellért, ou seja, em Buda, perto das termas. Podem utilizar o Funicular para subir até ao cimo, mas acho que é preferível fazer a subida a pé. Embora o caminho seja longo é um passeio bastante agradável e a vista é deslumbrante. No topo, encontram um Palácio ao estilo Barroco rodeado de belíssimos jardins. Os miradouros permitem-nos ter uma vista sobre toda a cidade, mesmo para lá do Danúbio, Peste. No interior das muralhas existe uma pequena feira de artesanato e como é óbvio os preços não são muito acessíveis, contudo sugiro que provem os "cones de canela" que são feitos no momento para comer ainda quentinhos, uma verdadeira iguaria.

Ainda do lado de Buda é possível visitar a Igreja Matthias, a Cidadela e o Bastião dos Pescadores que com muita pena minha, não fomos visitar.


Igreja Matthias

Cidadela

Bastião dos Pescadores

Por hoje é tudo...não me posso esticar muito...tenho toneladas de coisas para fazer mas eu volto, em breve...

Nota: Fotos retiradas da net.
As minhas vão ser publicadas em breve, essas sim, um verdadeiro espectáculo.

Ok...estão assim, assim...vá! E não se fala mais nisso ;)

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Termas Gellert

Köszönöm...que é como quem diz obrigado em Húngaro.

Estou de volta, completamente recuperada de todas as maleitas que tinha no corpo. Mas vamos ao que interessa...falar sobre a viagem que fiz à bela cidade de Budapeste. O melhor é ir repartindo por post´s até porque não tenho muito tempo para escrever e assim a leitura também se torna mais leve.


Ora bem, vamos começar por onde?
A cidade é belíssima e existem locais que não podem perder. Vou começar por um dos locais que mais gostei, as termas Gellert. Como fiquei em Peste, atravessei a pé a Ponte da Correntes e segui para o lado oposto do rio, Buda. Este maravilhoso spa é milagroso. As águas termais são ricas em cálcio e o ambiente é simplesmente fascinante. Tentei aproveitar ao máximo e usufruir de tudo o que o valor do bilhete me oferecia, adianto que o preço é bastante em conta.

O complexo é enorme e existem várias piscinas com temperaturas diferentes. Mergulhei em piscinas com 36º ao ar livre onde se via apenas o ligeiro nevoeiro causado pela diferença térmica (cá fora estavam 14º), banhei-me numa outra de 26º onde se via menos gente (porque será?), fiz sauna e banho turco e de seguida enfiei-me numa "tina" de água a 18º...até gani, mas acreditem que exorcizei tudo o que havia em mim de negro muah ah ah (gargalhada de bruxa).

Sugiro que tentem guardar uma tarde só para as termas, vale bem a pena. Levem uma toalha, pois é possível alugar mas não são grande coisa. Nestas termas existem vários espaços mistos, mas no caso da sauna, do banho turco e das massagem existe separação de sexos, por isso para os casalinhos é um para cada lado. Eu adorei e recomendo. Ir a Budapeste e não ir às termas é o mesmo que ir ao Egipto e não visitar as pirâmides.

(continua)

Nota: As fotos não são de minha autoria, foram retiradas da net. Mais tarde irei actualizar o Flickr com as fotos que tirei na viagem.


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Adeus e...até ao meu regresso!


Mala feita...a máquina fotográfica a postos, uma vontade louca de viajar.
Estou pronta, preparada para 5 dias longe daqui...

Vou aproveitar este "retiro" para meter as ideias em dia e voltar com vontade de "agarrar o touro pelos cornos".

Até breve!