quarta-feira, 21 de abril de 2010

Então e eu?


Será que é um acto egoísta da minha parte pedir um pouco de colo? Às vezes apetece-me largar o fato de super-mulher e sentar-me no chão à esperar que alguém me pegue ao colo. Eu até nem sou muito pedinchona, não quero uma casa de luxo, nem um carro xpto. Não quero nenhum príncipe encantado, nem tão pouco o euromilhões. Quero colo, só isso. Quero esquecer os mil e um problemas que me assolam e deitar a minha cabeça num ombro com a capacidade de me tranquilizar.

Quero poder aninhar-me por uma hora que seja num lugar distante de todo este caos que teima em fazer parte da minha vida.

É pedir muito?

5 comentários:

  1. Anónimo22.4.10

    Amiga,
    estou sempre contigo. Se quiseres falar sabes como me encontrar... Estou longe mas perto...

    Beijos,
    Joana

    ResponderEliminar
  2. Quando cheguei a casa é que me lembrei...o nosso abraço acabou por não acontecer!
    Aquele que demos logo pela manhã não contou...aquela mulher meteu-se no meio!!!

    Beijos.
    (ºº,)

    ResponderEliminar
  3. Amiga, eu sei que estás sempre por perto. Sempre estiveste.
    Vai ver que os meses passam num instante e não tarda estou por aí :)
    Beijos grandes

    ***

    Sim Limão...e eu preciso tanto de um abracinho daqueles.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. E que tal sentarmo-nos ao colo uma da outra?
    Ai Martinha, o dia em que a nossa sorte irá mudar tem de estar para breve. Não podemos perder essa fé.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Hum...sorte...
    Não sei se é uma questão de sorte ou não. Eu até acho que tenho muita sorte em muitas coisas a questão é que já perdi a fé...

    Sim, tenho muita sorte...só não tenho é colo quando mais preciso.

    Olha, sabes o que te digo?
    Não se pode ter tudo, é o que é.

    Beijos

    ResponderEliminar

Talk to me ;)