domingo, 18 de janeiro de 2009

Ausente mas sempre por perto...

Tem sido difícil conseguir ter tempo para tudo. Tenho estabelecido algumas prioridades e deixo para trás algumas das coisas que gosto de fazer. O blog é uma delas. Tenho estado ausente da escrita bem como da leitura de outros cantos que já se haviam tornado um hábito. A verdade é que neste momento tenho as mãos cheias de projectos. O meu coração está cheio e isso torna-me mais sonhadora e quem me conhece sabe que escrevo melhor quando estou triste. As palavras acalmam-me e fazem-me encontrar o sentido das coisas. Estou de bem com o mundo. Tenho andado às voltas com a minha casa nova, há tanta coisa para fazer…tenho um novo projecto no trabalho no qual quero triunfar, quero que tudo corra como planeado. Começo o ano com a cabeça a mil e aos poucos os nós que me atormentavam começam agora a desfazer-se.

Sinto-me bem, sinto-me feliz.

domingo, 4 de janeiro de 2009

2009


Como é habitual cá estou eu a fazer o balanço do ano que passou.
Foi sem dúvida positivo. Foi um ano cheio de agradáveis surpresas.
A família, forte e saudável. Sinto-nos cada vez mais unidos. O ano foi generoso para com os laços familiares.
O coração está bem de saúde, repleto de borboletas que me acompanharam o ano inteiro.
Os amigos, os bons amigos mostraram-me mais uma vez de que é feita a amizade incondicional, sempre do meu lado mostraram-me que me conhecem bem, aturaram as minhas birras, os meus dias menos bons mas também se divertiram comigo quando o meu espírito leve me deixou levar pela boa disposição e isso aconteceu mais vezes do que possam imaginar.
A vertente profissional também correu bem se bem que neste campo eu acho que posso sempre melhorar, talvez este ano consiga finalmente implementar algumas ideias que tenho em mente, tenho um bom ambiente e uma boa equipa de trabalho.
Entro no 2009 da melhor forma.
Consegui finalmente algo que há muito desejava. Um canto meu num local perfeito. Posso voltar a criar o meu mundo. Tenho mil planos na cabeça e um sorriso colado no rosto, um sorriso que me cresce do peito, que vem lá do fundo. Se o 2009 não for melhor que seja igual ao anterior, esse posso afirmar que foi generoso comigo.
Feliz 2009 para todos!