quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Gritar em silêncio


Terá o frio chegado para me levar as palavras? Apetece-me escrever mas não sai nada. Nada que faça sentido.

São vagas as ideias que trago comigo. Se ontem tinha a força de mil Sois hoje sinto-me fraca como uma estrela que se perde no Universo. A vida é feita de altos e baixo e o meu estado de espírito é de facto instável, sabe-o quem me conhece, sabe-o quem me lê com atenção. Se é verdade que cheguei com uma vontade enorme de andar para a frente, mentira não é que agora apetece-me sentar no chão do caminho que faço, recuso-me a dar um passo que seja. E deixem-me ficar assim, neste estado dormente o tempo que for preciso. Deixem-me gritar em silêncio. É ombro que preciso de vez em quando e não do olhar recriminatório que me acusa de ser mimada. Sou! E quem não o é?

7 comentários:

  1. Nestas situações, o pior conselho é dar conselhos.
    Tenta, no entanto dormir e descansar.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Sim, tenho descansado e dormido bem e sinto-me bem melhor...mas continuo a querer mimo ;)
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Também estou assim...sentado no chão do meu caminho...A tentar perceber qual de facto é que é este...este meu caminho....Sentado.

    Deixem-me!


    E sim...Todos somos. Mimados. Mesmo.

    ResponderEliminar
  4. Ás vezes leio-te e acho que não te conheço.
    Porque? Porque quando acho que tas na melhor altura da tua vida, dou de caras com um post destes. E fico sem saber o que dizer...
    De qualquer forma, os abraços têm acontecido.

    Beijos senhora.
    (vou acender uma velinha e antes de ir para a cama vou rezar a Jesus para que tudo te corra bem daqui para a frente)

    (",)

    ResponderEliminar
  5. Tristan, este mimo faz parte. A dúvida também…e quem passa por nós e nos vê sentados que passe ao lado e siga o seu caminho, nós sabemos que é tempo de estar sentado e levantar apenas quando estivermos certos que é este o caminho.
    Beijos doces.

    #

    Oh Limão, tu mais que ninguém sabes que sou assim e se às vezes te pareço mais animada é porque não te quero chatear com os meus devaneios. Chega de te alugar o ombro a toda a hora. E quanto às velas…acendo-as todos os dias para ver se me ilumina o caminho.
    Beijos. Love ya!

    ResponderEliminar
  6. dizias: "Apetece-me escrever mas não sai nada. Nada que faça sentido."
    ...Afinal saiu!

    ResponderEliminar
  7. Sim…saiu qualquer coisa mas as palavras continuam a fugir de mim de uma forma ou de outra.

    ResponderEliminar

Talk to me ;)