domingo, 2 de março de 2008

Imaginem…


Depois de correr o bairro de uma ponta à outra decidimos descer até à Bica. Era lá que estavam uns amigos de um dos “nossos”. Há anos que as minhas noites de folia são passadas nestas bandas mas por alguma razão que até então desconhecia nunca tinha entrado neste bar. Entramos praticamente ao empurrão visto que pelos menos três de nós preferiamos mil vezes estar na rua. Ainda assim não quisemos ser desmancha-prazeres. Ok, a música era tipo “Oldies” mas o ambiente até estava porreiro.

Ao som de Gloria Gaynor lá me animei e dei por mim a abanar as ancas. O circo estava montado. Abri a goela e cantei a plenos pulmões o “I will survive”.
Quando dou por mim tenho um gajo “com um leve pico a azedo” a dizer-me com o dedo apontado ao meu nariz:
-Sabes que há bares para vocês? Vejam lá se querem ir para a rua…portem-se mas é bem!

Desculpa?!? Há bares para mim???
Que bicha tão pouco tolerante.
É nestas alturas que me apetecia ser uma pessoa alérgica ao álcool, tenho a certeza que se não estivesse tão “cheia” lhe teria saltado para cima e num ápice lhe tinha arrancado os olhos.
Eu nem sou nada violenta. Não gosto de cenas, nem escândalos.
Mas bolas, uma pessoa não é de ferro.

Visto ser um bar, cujo o dono era conhecido de um de nós, achamos por bem retirarmo-nos lá para fora. Ficamos as 3 cá fora a fumar um cigarro e a comentar porque teria aquele ser idiota tecido aquele comentário…

Então não é que o asno ainda vem cá para fora dizer ao porteiro:
-Não deixes aquelas 3 entrarem. Estão bêbedas!
Pfuuuu…o bar devia ter na porta: entrada para bichas frustradas.
(E não misturem isto com preconceito, a única pessoa verdadeiramente preconceituosa era aquela grandessíssima besta.)
Senti-me a trepar paredes, completamente.
Ainda lhe perguntei se tinha algum problema mas fez-se de surdo e voltou para o covil.
Ao amanhecer, a caminho de casa, roguei-lhe uma praga.

Espero que lhe cresça um cacto no c*

7 comentários:

  1. Anónimo2.3.08

    Ele é daqueles que tem namorado...só que este ainda não sabe!

    ResponderEliminar
  2. Adorei a praga!AHAHAHAHAHAHAH!
    E depois os heteros é que são preconceituosos, ai, ai...

    ResponderEliminar
  3. stupid people are everywhere... e é pena!

    ResponderEliminar
  4. coitado do cacto!!!!!!!!

    Beijos!!!

    Lisa

    ResponderEliminar
  5. Fogo... deixa-me ser teu amigo!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo (lol, eu sei quem és, ou devo dizer…são!)
    Acredita que só pode ser isso…amargura de não ter ninguém que o ature.
    LOL

    *****
    Pois comigo é assim Maria, eu cá não levo desaforo para casa sem antes rogar uma boa praga.

    *****
    Eu também fiquei com pena de não ter tido uma noite mais tranquila, pelo menos não tão “agressiva” mas também, noite minha é mesmo assim.

    *****
    Lisa, só tenho mesmo pena do cacto….de resto até encaracolava as unhas dos pés de tanto rir.

    *****
    Luís, eu sou um doce.
    A sério que sou. E para os amigos então!
    Agora aquela pulga enervou-me de tal maneira que estava capaz de cortar os pulsos.

    *****
    Aluada, isto é que eu acho uma verdadeira loucura.
    Poder-me rir daquele momento que no fundo até serviu para postar.

    Beijos a todos.

    ResponderEliminar

Talk to me ;)