quarta-feira, 8 de novembro de 2006

Apareceu-me voltar…


Quando acordo…ao som do despertador, deixo-me ficar na cama pelo menos mais dez minutos. É o suficiente para arrumar as ideias. Faço-o como uma terapia. Deitada na cama ainda quente medito sobre tudo o que tenho de bom, sobre tudo o que me dá vontade de me levantar e começar um novo dia. O silêncio que paira no ar envolve-se com o eco que vai dentro da minha cabeça, e logo aí começo a cantarolar uma melodia animada enquanto me levanto, com um sorriso escondido, que na realidade só de descobre depois de lavar o rosto.
Tenho a certeza de que encontrei os tais “dias melhores”.
Depois da porta fechada, finalmente surgiu uma janela.
Uma janela virada para o sol…
Concluo, dizendo que coloquei para trás o que não têm solução, colocando assim por ordem prioritária o que de facto é importante neste momento. O importante sou eu! Eu e tudo e todos que de mim dependem.
Aqui estou eu de volta, como sempre, com muita garra…muita vontade e sempre, sempre cheia de esperança.

1 comentário:

  1. Então não havias de ter encontrado os "dias melhores" comigo de regresso depois de dois dias de férias!?!?!?!?

    Duhhhh, será que não tens noção da realidade?

    LOLOLOL

    Beijos e até logo ás 15h.

    P.S. - Para não ferir mais nenhuma mente imaculada e sã, retiro o pormenor do corte das minhas unhas dos pés de um comentário que fiz uns dias atrás!!!

    ResponderEliminar

Talk to me ;)